Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Feliz Natal

Protagonistas da história contemporânea confraternizam em Brasília

Os relatores do processo apelidado “lava jato” no Supremo Tribunal Federal e no Superior Tribunal de Justiça, Teori Zavascki e Newton Trisotto reuniram-se num apartamento em Brasília com os respectivos presidentes de seus tribunais, Ricardo Lewandowski e Francisco Falcão. No encontro estavam advogados de réus da “lava jato” como Eduardo Ferrão e Gerardo Grossi e mais: Sigmaringa Seixas; José Sarney; o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams; entre outros coroados da República.

Apresentada dessa forma, para quem não é familiarizado com o biorritmo de Brasília, a descrição da reunião feita nesta quarta-feira (3/12) poderia inspirar ilações ou maledicências. Mas, como ocorre com muitas investigações que saem no jornal, ir além dos fatos é bobagem. Ali, ninguém fez qualquer menção, sequer indireta, ao processo que envolve a Petrobras. O temário estava mais para os passeios planejados para o recesso. O encontro em questão não passou de uma festa de fim de ano. Uma costumeira confraternização na casa do ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça, Cesar Asfor Rocha.

A verdade é que as grandes notícias da República passaram essa noite por um simpático apartamento da SQS 316 da Capital Federal. Quem pode ir para a vaga de Joaquim Barbosa no Supremo, os bastidores da votação da brecha fiscal na lei orçamentária, os contratos da “lava jato” no Tribunal de Contas da União, as intrigas no Conselho Nacional de Justiça e outras polêmicas de alto calibre estiveram por ali.

Os vistosos senhores e suas senhoras foram chegando com as novidades dos seus respectivos locais de trabalho. José Sarney veio do Senado, depois de enfrentar uma multidão furiosa; Miro Teixeira contou as últimas da votação da nova regra da Lei de Diretrizes Orçamentárias na Câmara; Fabiano Silveira festejava sua eleição para ser o novo ouvidor do Conselho Nacional de Justiça. Aroldo Cedraz ganhava abraços pela eleição para presidir o Tribunal de Contas da União.

Teori e Lewandowski relaxavam depois de uma tensa votação a respeito da responsabilidade do Estado sobre as condições desumanas impostas no sistema penitenciário.

O público haveria de imaginar que um encontro de tantas patentes se concentraria em conspirações e grandes articulações. No entanto, eram pessoas, que, como quaisquer outras, em festas e confraternizações, querem mais é descontrair, afrouxar a gravata e rir um pouco.

Veja fotos do evento:

 3575 – Antonio Carlos Ferreira, Asfor Rocha e Luís Inácio Adams. 3603 – Mauro Campbell, Fabiano Silveira e Newton Trisotto. 3614 – Maria Isabel Gallotti e Raul Araújo. 3644 – Teori Zavascki e Tobias Szylit. 3641 – Francisco Falcão, José Adonis de Araújo Sá, Octávio Gallotti, Raúl Araújo e Paulo de Tarso Sanseverino. 3578 – Sigmaringa Seixas, Aroldo Cedraz, José Sarney e Antonio Carlos Ferreira. 3560 – José Adonis de Araújo Sá, Fabiano Silveira e Mauro Campbell. 3588 – Sigmaringa Seixas, Eduardo Ferrão e Gerardo Grossi. 3597 – Ricardo Lewandowski, Franco Godoy, Luís Inácio Adams e Paulo Dias de Moura Ribeiro. 3618 – Octávio Gallotti (de costas), Miro Teixeira e Jorge Mussi. 3558 – Sebastião Reis. 3645 – Paulo de Tarso Sanseverino, Jorge Mussi e Paulo Costa Leite. 3634 – Newton Trisotto, Miro Teixeira e Fernando Gonçalves. 3646 – Aldir Passarinho, Newton Trisotto e Felix Fischer. 3552 – Paulo de Tarso Sanseverino, Marco Aurélio Buzzi e Paulo Costa Leite. 3629 – Jorge Mussi, Walton Alencar Rodrigues e Paulo Costa Leite. 3599 – Franco Godoy, Luís Inácio Adams e Paulo Dias de Moura. 3566 – Fernando Gonçalves, Humberto Martins, Jaime Pinheiro e Felix Fischer. 3562 - José Jorge, Walton Rodrigues e Bruno Dantas. 3630 – Asfor Rocha, Carlos Jereissati e Maria Thereza Moura.

Revista Consultor Jurídico, 5 de dezembro de 2014, 15h45

Comentários de leitores

1 comentário

Erros

João da Silva Sauro (Outros)

Há diversas legendas erradas.
Interesante a ocultação do nome do jornalista presente.

Comentários encerrados em 13/12/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.