Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novas ideias

Leia o discurso de posse da ministra Nancy Andrighi na Corregedoria do CNJ

A ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça, ficará afastada da corte por dois anos. Acaba de assumir a corregedoria nacional de Justiça, na terça-feira (26/8), sucedendo seu colega de tribunal e hoje presidente do STJ, ministro Francisco Falcão.

E ela já está cheia de ideias. Em seu discurso de posse, lido logo depois de assinar o livro e assumir oficialmente o cargo, ela falou de algumas delas. A que mais chamou a atenção dos presentes ao evento foi a de chamar magistrados aposentados para auxiliar, “de alguma forma”, no trabalho da organização do Poder Judiciário, uma das funções primordiais da Corregedoria. “Não podemos continuar com esse desperdício de força de trabalho nos sempre deficitários quadros da magistratura”, discursou.

Outra das ideias — muito bem recebidas — é a de estimular o uso da conciliação como forma de resolver processos administrativos, principalmente em pedidos de providências. Aliado a isso, Nancy pretende criar um Centro de Instrução dos Procedimentos Disciplinares, que ajudará os relatores de procedimentos disciplinares. “São medidas de real importância quando se verifica que o próprio CNJ também está assoberbado com o significativo número de procedimentos em andamento”, escreveu a ministra.

Nancy Andrighi pretende levar para o CNJ o que já faz em seu gabinete: audiências por Skype, um software de videoconfência. Com isso, ela gasta menos tempo com as conversas com advogados e partes, já que elas passam a ser mais objetivas, e torna desnecessária a viagem até Brasília. O Centro de Instrução de Processos Disciplinares usará primordialmente a videoconferência para audiências e será presidido por um desembargador.

Em seu discurso, a ministra também procurou passar a mensagem de que trabalhará ao lado dos magistrados e visando agilizar a prestação jurisdicional. Afirmou que o primeiro grau é a meta de todo o trabalho da Corregedoria Nacional.

“Assumo a missão de corregedora nacional de Justiça com humildade e com um imenso sentimento de responsabilidade, e por isso conclamo os colegas e todos os servidores da Justiça brasileira, especialmente os servidores do CNJ, a trilharem comigo esta jornada, rogado a cada um: ajuda e diálogo assertivo contínuo, porque sem vocês pouco ou nada poderei fazer por todos e pela melhoria dos serviços judiciais e extrajudiciais”, discursou a ministra.

Clique aqui para ler o discurso.  

Revista Consultor Jurídico, 29 de agosto de 2014, 21h49

Comentários de leitores

1 comentário

A posse e o discurso da min. Fátima nancy

José Chagas Alves (Advogado Autônomo - Civil)

Parabéns Min. Nancy Andrighi.
Vossa Excelência vem demonstrando ao longo da sua trajetória extraordinária no Poder Judiciário os predicados que lhe ornam o caráter e o seu ideal de justiça. Me lembro como se fosse hoje a homenagem que prestamos a Vossa Excelência como primeira magistrada da Comarca de Taguatinga-DF. Como sempre, por onde passou e vem passando, nunca – em momento algum, se limitou a deixar o tempo correr, enquanto cumpria as obrigações que lhe impunham o cargo. Sou testemunha viva, de que Vossa Excelência entregou-se à árdua e tortuosa tarefa de bem aplicar o direito, sabendo sempre distinguir, com a noção dos sábios, as pretensões justas daquelas que julgava espúrias. É gratificante para comunidade jurídica ter Vossa Excelência como Corregedora Nacional do CNJ. Pois, em momento algum, ergueu biombos, e muito menos trancou portas a quem quer que seja. Um biênio é muito pouco para cuidar das novas tarefas, mas Vossa Excelência certamente irá superar, como sempre superou, os próprios limites. Venho acompanhando de perto sua luta há mais de três (3) décadas e volto a dizer, da qual sou testemunha viva -, Jamais a vi rendida às tortuosas dificuldades que se lhe atravessaram a jornada. Pelo contrário, enfrentou todas as tarefas/dificuldades serenamente. Siga em frente Ministra Nancy Andrighi. Mais uma vez os meus votos de felicidades. J. CHAGAS ALVES – Macapá/AP.

Comentários encerrados em 06/09/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.