Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Critérios de isonomia

PT pede na Justiça Eleitoral que Padilha tenha mais espaço em jornais da Globo

O PT entrou com pedido de liminar no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo cobrando que a TV Globo garanta cobertura diária da campanha de Alexandre Padilha (foto) para o governo paulista. Com 5% das intenções de voto, o petista é acompanhado semanalmente.

Segundo os critérios da emissora, apenas os candidatos com mais de 6% são acompanhados diariamente, ou seja, Geraldo Alckmin (PSDB) e Paulo Skaf (PMDB). Na petição, o partido argumenta que a TV Globo descumpre com os critérios de isonomia e de garantia de oportunidade igualitária a todos os candidatos.

Por operar sob o regime de concessão pública, diz a peça, as emissoras de rádio e de TV não podem "ser usados para beneficiar esse ou aquele candidato, essa ou aquela candidatura; devendo pautar sua atuação durante as eleições pela imparcialidade".

Revista Consultor Jurídico, 18 de agosto de 2014, 19h32

Comentários de leitores

4 comentários

Isonomia eleitoral na TV

kdj (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Verdadeiro acinte a posição do PT. Se lutasse pela igualdade de todos deveria então reivindicar o mesmo direito aos demais candidatos "nanicos" tal qual o seu.
A emissora não está preterindo ninguém e sim apenas fazendo valer o mesmo tratamento dispensado nas eleições anteriores e aos demais candidatos de outros estados, onde o PT tem cobertura "privilegiada" na sua ótica.

Isonomia eleitoral na TV

JFreitas (Delegado de Polícia Federal)

Seguindo esse raciocínio, todos os candidatos e partidos também deveriam ter o mesmo tempo de propaganda eleitoral oficial e não oficial, independente da coligação e do tamanho da bancada parlamentar, assim a candidata a Presidente pelo PT deveria ter o mesmo tempo que seus adversários.

Isonomia eleitoral na TV

Bia (Advogado Autônomo - Empresarial)

Concordo inteiramente com o delegado JFreitas. Pela argumentação do petista, TODOS seriam iguais perante a lei, todos deveriam ter o mesmo espaço, o mesmo tempo na TV, ainda mais em se tratando de propaganda eleitoral gratuita e OBRIGATÓRIA! Mas o petista SEMPRE raciocina assim: "o que eu faço, o que eu mando, o que eu QUERO é legal, é obrigatório, não é anti-ético etc. e tal. Mas o que os OUTROS reivindicam é SEMPRE ilegal, perseguição política aos petistas, anti-ético etc. e tal. Haja vista o escancarado ESTOURO do tempo ontem, no JN, da entrevista da presidente e seu som NÃO FOI CORTADO, como o Bonner SEMPRE fez com os OUTROS candidatos!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/08/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.