Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Luto na política

Eduardo Campos morre em acidente aéreo em Santos (SP)

O candidato à presidência do país Eduardo Campos (PSB-PE) morreu na manhã desta quarta-feira (13/8), em um acidente aéreo em Santos. A aeronave em que viajava do Rio para Guarujá perdeu contato com controle aéreo após arremeter durante o pouso. 

Pela Lei Eleitoral (Lei 9.504/1997), o partido de Campos terá, agora, dez dias para indicar seu substituto no pleito. O artigo 13 da norma faculta ao partido ou coligação "substituir candidato que for considerado inelegível, renunciar ou falecer após o termo final do prazo do registro".  A regra prevê que por ser candidato de uma coligação — PSB-Rede-PPS —, o substituto pode ser de qualquer partido coligado, "desde que o partido ao qual pertencia o substituído renuncie ao direito de preferência". Para formação da nova chapa, é preciso ainda que a candidata a vice de Campos, Marina Silva, renuncie. O mais provável é que o partido resolva isso ainda nesta semana, para já apresentar o novo candidato a presidente no horário eleitoral gratuito, que tem início na próxima terça-feira (19/8).

O avião, um Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, deixou o aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, às 9h20m com destino a Santos. As informações foram confirmadas por Carlos Siqueira, primeiro secretário do PSB.

Pelo menos três imóveis foram atingidos pela aeronave. A queda ocorreu pouco depois das 10h. A sala de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que sete vítimas foram socorridas em hospitais da região, mas ainda não há informações se elas eram ocupantes do avião ou moradores dos imóveis atingidos. O Pronto-Socorro Municipal de Santos confirmou que há quatro feridos internados na unidade.

"Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave", diz nota do Comando da Aeronáutica . A Aeronáutica investiga as causas do acidente.

*Texto alterado às 14:09 do dia 13 de agosto de 2014 para correção.

Revista Consultor Jurídico, 13 de agosto de 2014, 13h17

Comentários de leitores

15 comentários

Tristeza

Carlos M C Alves (Outro)

Eduardo Campos era um dos poucos políticos sérios que tinha o projeto de ser Presidente da República. Que sorte em Brasil?

Questionamento

Ricardo Cubas (Advogado Autônomo)

A pergunta que não quer calar é: foi um acidente ou foi um atentado? Com a palavra a Aeronáutica e a Polícia Federal. Muito estranho nenhum repórter tem levantado essa lebre ainda.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 21/08/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.