Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pesquisa sobre precatórios

Procuração para advogado ver dados em banco não precisa de firma reconhecida

O Banco do Brasil passou a notificar suas agências para que permitam o levantamento de depósitos judiciais, precatórios e requisições de pequeno valor por advogados que apresentem procurações com poderes específicos, sem necessidade de o documento ter firma reconhecida. A informação foi fornecida pela instituição em resposta a um ofício da Ordem dos Advogados do Brasil.

Após ter recebido manifestações de profissionais que tiveram pedidos negados em agências do BB, a Ordem encaminhou documento alegando que a recusa em aceitar a procuração confronta a Resolução 168/2011 do Conselho da Justiça Federal e o artigo 38 do Código de Processo Civil.

Segundo o banco, todas as agências já haviam sido notificadas em junho sobre a resolução, mas a informação foi reforçada.

Para ser válida, a procuração deve ter sido emitida em até 30 dias e estar acompanhada de certidão assinada pelo cartório da vara ou do juizado em que tramita o processo, atestando a habilitação do advogado como representante do beneficiário. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB.

Clique aqui para ler a resposta do Banco do Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 12 de agosto de 2014, 19h30

Comentários de leitores

4 comentários

Sem

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Os levantamentos citados na reportagem são efetuados SEM alvará, prezado Walter Soares Barbosa Rocha (Advogado Autônomo - Civil).

Facilidade inteligente e dibradora

Walter Soares Barbosa Rocha (Advogado Autônomo - Civil)

.

Colegas,

Já passei por muitas dessas exigências descabidas.

Nos podemos contornar facilmente esses óbices.

Simplesmente, solicite ao servidor da Secretaria ou ao

Diretor (a), que faça expedir o Alvará, também, com o teu

nome e C P F, podendo colocar a cláusula e/ou.

Muito simples, até na CEF, referente a processo na JT.

Se o Funcionário ou o Diretor recusar, entre em contato

comigo.

Walter

Natal-RN - 84 3202 - 1460

Só pode ser piada

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Deixe-me ver se entendi direito. O advogado é constituído pelo cliente e trabalha mais de uma década. Aí quando chega o momento de se levantar o valor do precatório, uma função que dá trabalho, o advogado deverá fazer uma nova procuração repetindo os poderes da procuração que já está nos autos, juntar ao processo, aguardar a juntada (rezando para que ocorra no prazo de trinta dias), e ainda aguardar o cartório atestar que o advogado não é bandido? Então o Banco do Brasil agora é o legislador supremo, determinando como advogados e juízes devem agir? Por aí se vê a decadência da advocacia nacional, causada por uma Entidade de Classe que não defende a classe.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 20/08/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.