Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

154 mortos

STJ mantém penas de pilotos envolvidos em queda de avião da Gol

A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça decidiu, nesta quinta-feira (7/8), manter a pena de três anos e um mês de prisão dos pilotos norte-americanos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino. Eles comandavam o jato Legacy que se chocou contra o Boeing 737 da Gol, em 2006, deixando 154 mortos.

A maioria dos ministros entendeu que não é possível aumentar a pena base dos pilotos com base no número de vítimas, conforme pedido do Ministério Público Federal. A pena fora definida pela Justiça Federal. A corte também pediu, sem sucesso, a prisão preventiva dos réus, que estão nos Estados Unidos.

Após o acidente ocorrido em Mato Grosso, em setembro de 2006, os pilotos passaram a viver nos Estados Unidos. Quando o processo chegou ao STJ, em 2013, a Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Voo 1907 declarou em nota que temia a prescrição das penas, previstas para ocorrer em fevereiro de 2016. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 7 de agosto de 2014, 21h51

Comentários de leitores

1 comentário

desmoralizaçao continuada de nossa justiça faz de conta.

hammer eduardo (Consultor)

Esse assunto merecia ser esquecido tamanha a humilhação que traz a reboque. Sem demagogias de ocasião cabe fazer uma perguntinha muito básica : De que adianta perder tempo discutindo se a pena vai ser de "X" anos pra mais ou pra menos se na REALIDADE sem pendores patrióticos , esses marginais e homicidas voadores JAMAIS passarão perto de nada parecido com uma cadeia ? A discussão deste verdadeiro genocídio aéreo chega a tomar ares de uma ópera bufa , humilhação adicional a todas as Famílias que perderam Entes queridos naquele pavoroso acidente. O des-governo dos canalhas do pt se ajoelhou frente ao canalha George Bush e soltou silenciosamente os pilotos americanos num final de semana quando ninguém notaria , e olhe que isso foi depois de ficarem "detidos" por um mês num luxuoso hotel de frente para o mar em Copacabana .o Brasil foi indiscutivelmente humilhado neste episódio , tudo devidamente ajudado por esta PIADA que na realidade mostra sua falta de direcionamento e sua velocidade quelonica. Somos um paiszinho vagabundo com uma justiça de fancaria. Mais respeito portanto com os mortos no acidente e com suas Famílias.

Comentários encerrados em 15/08/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.