Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Processos sobrestados

STF vai julgar processos que terão impacto em mais de 700 casos

A pauta de quarta-feira (6/8) da sessão do Supremo Tribunal Federal aponta o julgamento de seis processos com impacto em mais de 700 casos. O de maior impacto é o Recurso Extraordinário 684.261, da relatoria do ministro Luiz Fux, que discute a fixação de alíquota de contribuição ao Seguro de Acidente do Trabalho (SAT) a partir de parâmetros estabelecidos por regulamentação do Conselho Nacional de Previdência Social. Ao menos 605 casos aguardam a decisão do STF sobre a constitucionalidade da forma de constituição da contribuição previdenciária ao SAT.

No caso dos processos cujos temas têm repercussão geral reconhecida pelo Plenário, isso significa que a decisão adotada pela corte nesses chamados processos paradigmas, ou leading cases, será aplicada a todos os demais processos sobre a mesma matéria atualmente em tramitação em todas as instâncias do Judiciário.

Quando a matéria constitucional discutida num recurso tem repercussão geral reconhecida pelo Plenário Virtual do STF, os processos com o mesmo tema nas demais instâncias têm a tramitação interrompida até que o Supremo decida — o chamado sobrestamento. Após o julgamento do mérito, os processos sobrestados devem ser decididos no mesmo sentido do entendimento do STF.

Os demais processos incluídos na pauta tratam dos seguintes temas:

RE 595.676 – Tributação da importação de pequenos componentes eletrônicos que acompanham material didático de curso de montagem de computadores.

RE 596.962 – Extensão da verba de incentivo de aprimoramento à docência prevista em lei complementar do estado de Mato Grosso a professores inativos.

RE 656.558 – Alcance das sanções impostas pelo artigo 37, parágrafo 4º, da Constituição Federal aos condenados por improbidade administrativa.

RE 608.482 – Manutenção de candidato investido em cargo público por força de decisão judicial de caráter provisório pela aplicação da teoria do fato consumado.

RE 631.111 – Legitimidade do Ministério Público para propor ação civil pública em defesa de interesses de beneficiários do DPVAT.

Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

Revista Consultor Jurídico, 5 de agosto de 2014, 14h35

Comentários de leitores

2 comentários

Não sobrestados

Sânio E.F. de Aquino (Advogado Autônomo - Civil)

Realmente, conforme bem colocou Luiz Eduardo Osse, não houve sobrestamento em grande parte dos processos que versam sobre os mesmos temas.

... 'sobrestados' coisíssima nenhuma ...

Luiz Eduardo Osse (Outros)

!!!

Comentários encerrados em 13/08/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.