Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

História completa

Itália manda jornal atualizar notícias antigas online

Por 

Se a internet vai eternizar a história de cada um, que seja pelo menos atualizada. A autoridade italiana responsável por proteger o direito à privacidade das pessoas decidiu que é obrigação de jornais e revistas que mantêm conteúdo online atualizar notícias velhas para refletir a realidade. O arquivo online precisa estar em dia, determinou a entidade.

A decisão foi tomada pela Garante per la protezione dei dati personali, agência reguladora independente criada na Itália para fiscalizar o cumprimento da lei que dispõe sobre o uso de dados pessoais. A autoridade foi chamada a se manifestar por duas pessoas que reclamaram de notícias sobre elas publicadas pelo jornal La Republica. As decisões foram anunciadas nesta quarta-feira (27/3).

A dinâmica da história é velha conhecida do jornalismo moderno, em que nada mais se perde e tudo vai para a rede mundial de computadores. Primeiro, saiu a notícia da acusação na edição impressa, que foi republicada no site do jornal. Tempos depois, os acusados foram absolvidos. O jornal noticiou o desdobramento, mas quem busca pelo nome dos envolvidos no Google, se depara com as notas antigas contando sobre a acusação.

O pedido era para que as notícias fossem apagadas dos arquivos online. A autoridade italiana, no entanto, considerou que o jornal pode manter seu arquivo na internet. Precisa, no entanto, atualizar toda e qualquer notícia para que fique claro ao leitor que aquela informação é antiga e não reflete mais a realidade. Essa atualização pode ser feita, por exemplo, com uma nota no final do texto ou um link para a notícia mais atual, conforme explicou a agência italiana.

A decisão segue recente julgamento da Corte de Cassação da Itália. Ao analisar situação semelhante, os juízes decidiram que os jornais podem manter um arquivo de notícias online, mas precisam atualizar as informações — por meio de notas ou links no próprio texto — para que elas reflitam a realidade. Só assim para se conciliar o direito à informação histórica ao respeito à privacidade de cada um.

Clique aqui e aqui para ler, em italiano, as decisões tomadas pela agência reguladora.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico na Europa.

Revista Consultor Jurídico, 27 de março de 2013, 15h43

Comentários de leitores

7 comentários

Data dos fatos

Inácio Henrique (Serventuário)

Deveria ser obrigatório a colocação de data em todas as notícias veiculadas pelos órgão de imprensa, aliás, poucos são os que não fazem e se limitam-se a "...no dia 20/03 (quinta)... Isso não é informação correta.
consultando o maiores veículos da internet verifica-se o seguinte:
- Oglobo 01/04/2013 - 20:03 - Polícia investiga se criminosos da van agrediram e assaltaram jovem em Niterói;
- Folha - 01/04/2013 - 11h59 - Contribuinte pode preencher e enviar declaração de IRPF em smartphones e tablets;
- o bom e velho JB - Hoje às 18h40 - Atualizada hoje às 18h49 - Mensalão: Acórdão final só depende de Celso de Mello - Prazo de 60 dias para publicação não foi cumprido;
-O Dia - 1.04.2013 às 19h00 - Jornal de Manaus troca o nome do Flamengo e publica 'Flamerda';
- Correio Brasiliense - Publicação: 01/04/2013 16:28 Atualização: 01/04/2013 17:22 - Índice de acidentes e mortes nas rodovias federais diminui no feriado
A Polícia Rodoviária Federal registrou queda de 15% de mortes em relação ao ano passado.
É, por aqui, talvez com poucas exceções as informações são noticiadas com as respectivas datas e até com a atualização.

Atualizar passado?

Sargento Brasil (Policial Militar)

Passado é para ser consultado e não atualizado. É a minha opinião. O que e atualizado, deixa de ser velho, é atual.

Italia -Noticias antigas - atualização

Olival (Advogado Autônomo)

Isso seria resolvido, também no Brasil, adotando a necessidade de colocar a data em todas as publicações, sem exceção.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/04/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.