Consultor Jurídico

Colunas

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Estante Legal

Livros desvendam padrão de perguntas nas provas da OAB

Por 

A relação de aprovados na 9ª edição do exame unificado da OAB está prevista para a terceira semana de março, mas já é possível tirar algumas conclusões, entre as quais a possibilidade de um novo recorde no número de candidatos reprovados. Dos 118.217 inscritos no início do processo, 98.903 pararam ainda na primeira fase. Se for mantida a média de reprovação registrada nos últimos exames, em torno de 50%, outros 9 mil candidatos que fizeram a segunda fase da prova na semana passada também estarão fora da relação oficial a ser divulgada pela OAB, elevando para cerca de 108 mil o número total de reprovados.

Significa dizer que 90% dos inscritos continuarão fora do mercado de trabalho, pelo menos até o próximo exame. Pelo calendário oficial, a primeira fase do 10º Exame de Ordem ― a prova subjetiva, com 80 questões de múltipla escolha ― está marcada para o dia 28 de abril. É nessa etapa que o número de eliminados costuma ser bem maior. Nos últimos três anos, do total de 987.385 inscrições, apenas um em cada três candidatos chegou à prova discursiva, a última barreira em busca do sonhado registro profissional. Desde 2010, 150.137 ou 15,20% dos total de inscritos alcançaram esse objetivo.

O prazo para a próxima tentativa é curto (54 dias), não existe uma fórmula infalível, mas alguns títulos disponíveis nas livrarias podem aumentar a chance de aprovação não só nos exames da OAB como também em concursos públicos para carreiras jurídicas. Tanto quanto a infinidade de questões de provas passadas, com gabaritos e comentários, incluindo ranking de temas abordados nos últimos exames, alguns desses manuais se destacam dos demais por darem visibilidade à "fábrica de provas", exibindo estatísticas importantes e até mesmo um certo padrão nas questões formuladas.

A proposta, embora contestada por muitos, é sincera: não são livros voltados para a formação intelectual ou profissional, mas sim para ajudar o candidato a conseguir o tão almejado objetivo de passar no exame, superar uma exigência legal e concluir um ciclo iniciado anos atrás com o ingresso em uma faculdade de direito. Não substituem, tampouco excluem a necessidade de leituras mais abrangentes. Pelo modelo atual, o que de fato interessa a quem enfrenta tamanha batalha é acertar um mínimo de 40 questões, habilitando-se, assim, para a etapa derradeira, a prova discursiva, no dia 16 de junho.

Entre as boas alternativas disponíveis no mercado, aparece Estudos Dirigidos Para OAB, com coordenação de Flávia Cristina Moura de Andrade e Lucas dos Santos Pavione e a participação de vários outros professores, cada um deles cobrindo sua área de especialização, com foco exclusivo nos exames da OAB. O livro disseca mais de 1.400 questões do exame unificado, organizadas por assunto e comentadas sob os mais diversos ângulos.

Com base nessa matéria-prima, os autores mostram como a banca de examinadores espera que o tema seja analisado, os percentuais de incidência do respectivo assunto e a principal base de onde são retiradas as questões – doutrina, legislação ou jurisprudência. O livro traz ainda informações doutrinárias importantes para o estudo, além de quadros e esquemas úteis para a memorização do tema discutido e alertas sobre como identificar as famosas “pegadinhas”, sempre presentes nos exames. Ao final de cada uma das disciplinas, os autores incluíram uma relação de obras que consideram leitura básica para quem vai fazer o exame, além de títulos para leitura complementar, inclusive para a segunda fase das provas.

Outro livro-ferramenta que vale apena destacar e que pode ajudar ao candidato é Como Passar na OAB - 1ª Fase -  4.500 Questões Comentadas, de Wander Garcia. O livro está na 9ª edição e aposta na fórmula de preparar o candidato por meio de resolução de uma infinidade de questões. O autor reuniu todas as perguntas que já apareceram no exame unificado e outras 2 mil questões elaboradas pela Fundação Getúlio Vargas, responsável pelas provas da OAB. No mínimo, ajuda a identificar a maneira como os quesitos são elaborados, as técnicas utilizadas para dificultar a resolução das questões, as teses jurídicas preferidas dos organizadores, o tipo de doutrina utilizada e os temas preferidos por eles.

"A experiência nos diz que aquele que quer ser aprovado deve cumprir três objetivos: entender a teoria, ler a letra da lei e treinar", alerta o autor, lembrando que normalmente, o candidato para na teoria e leitura da lei e o treinamento acabam sendo deixados de lado. Segundo Garcia existem pelo menos dois aspectos que os candidatos precisam ter bem claro. "Em média, mais de 90% das questões são respondidas a partir do texto da lei. Além disso, as questões de prova, principalmente no Exame da OAB, apresentam um elevado grau de repetição".

Serviço:
Título: Estudos Dirigidos para OAB
Autor: Flávia Cristina e Lucas Pavione (Organização)
Editora: JusPodivm
Edição: 3ª Edição - 2013
Páginas: 894
Preço: R$ 90,20

Título: Como Passar na OAB - 1ª Fase - 4.500 Questões Comentadas
Autor: Wander Garcia
Editora: Foco Jurídico
Edição: 9ª Edição - 2013
Páginas: 1.088
Preço: R$ 122,50

Título: Guia Passe na OAB - Os Segredos da Aprovação
Autor: Marcelo Hugo da Rocha
Editora: Saraiva
Edição: 2012
Páginas: 205
Preço: R$ 39,00

Título: Dicas Para a 1ª Fase da OAB
Autores: Ana Flávia Messa e Alcione Aparecida Messa
Editora: Saraiva
Edição: 2012
Páginas: 108
Preço: R$ 29,00

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro.

Revista Consultor Jurídico, 4 de março de 2013, 8h23

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/03/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.