Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Segundo turno

PT vence PSDB em disputas diretas nas capitais

Por 

O PT e o PSDB saíram da disputa do segundo turno das eleições neste domingo (28/10) com a administração de mais três capitais cada partido. Os petistas venceram em Rio Branco (AC), com Marcus Alexandre, em João Pessoa (PB), com Luciano Cartaxo, e em São Paulo, onde Fernando Haddad levou o PT ao comando da principal capital do país depois de oito anos. O PSBD venceu com Artur Neto em Manaus (AM), com Zenaldo Coutinho em Belém (PA) e com Firmino Filho em Teresina (PI).

Os dez partidos que mais elegeram prefeitos, no primeiro e segundo turnos, foram: o PMDB (1.031), PSDB (702), PT (636), PSD (497), PP (467), PSB (443), PDT (311), PTB (294), DEM (277) e PR (273).

Os petistas disputaram o comando de seis das 17 capitais nas quais houve segundo turno. E ganharam justamente nas três cidades em que disputaram os votos diretamente com o PSDB. Em nenhuma das três capitais em que os tucanos saíram vencedores a disputa foi com os petistas.

O PSB também ganhou a disputa do segundo turno em três capitais. E mostrou que na disputa direta com o PT, se sai muito melhor do que os tucanos. Mauro Mendes venceu o petista Lúdio em Cuiabá (MT) e Roberto Cláudio ganhou do petista Elmano em Fortaleza (CE). Em Porto Velho, Dr. Mauro Nazif ganhou de Lindomar Garçon (PV).

As eleições ocorreram com tranquilidade, com 100% das urnas apuradas às 21h55. Foi a apuração mais rápida já registrada pelo TSE. Não foi necessário fazer votação manual em nenhuma das mais de 88 mil seções eleitorais. Apenas 303 urnas apresentaram problemas, mas foram substituídas prontamente.

Não foram registradas ocorrências de crimes eleitorais com candidatos e o número de prisões de militantes e cabos eleitorais também foi pequeno, se comparado a eleições anteriores. No total, foram registradas 474 ocorrências de irregularidades eleitorais, que resultaram em 118 prisões.

Já o índice de abstenção foi recorde: 19,11%. O número mostra a abstenção vem subindo a cada eleição. Nas eleições municipais de 2004, as abstenções somaram 17,88% em segundo turno. Em 2008, foi de 18,09%. A presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, demonstrou preocupação com o dado. “Cabe avaliar os motivos porque é, sim, preocupante o aumento”, afirmou a ministra. Para Cármen Lúcia, as abstenções não são boas porque quanto maior o comparecimento do eleitor às urnas, mais legítimo se torna o resultado da eleição.

A ministra também informou que o tribunal está em esforço concentrado para decidir todos os processos referentes às eleições de 2012 antes da diplomação, cujo prazo é 19 de dezembro. Cármen Lúcia disse que restam cerca de dois mil recursos pendentes de decisão no TSE. 

Confira os resultados do segundo turno nas capitais
CapitalCandidatoPartido% de votosN° de votos
Rio Branco (AC) 1º Marcus AlexandrePT50,77%90.557
2º Tião BocalomPSDB49,23%87.818
Manaus (AM)1º Artur NetoPSDB65,95%603.483
2º Vanessa GrazziotinPCdoB34,05%311.607
Macapá (AP)1º ClécioPSOL50,59%101.261
2º RobertoPDT49,41%98.892
Salvador (BA)1º ACM NetoDEM53,51%717.725
2º PelegrinoPT46,49%623.734
Fortaleza (CE)1º Roberto CláudioPSB53,02%650.607
2º ElmanoPT46,98%576.435
Vitória (ES)1º Luciano RezendePPS52,73%98.937
2º Luiz PauloPSDB47,27%88.687
São Luís (MA)1º Edivaldo Holando JúniorPTC56,06%280.809
2º CasteloPSDB43,94%220.085
Campo Grande (MS)1º Alcides BernalPP62,55%270.927
2º GirotoPMDB37,45%162.212
Cuiabá (MT)1º Mauro MendesPSB54,65%169.688
2º LúdioPT45,35%140.798
Belém (PA)1º Zenaldo CoutinhoPSDB 56,61% 438.435 
2º Edmilson RodriguesPSOL 43,39% 336.059 
João Pessoa (PB)1º Luciano CartaxoPT 68,13% 246.581 
2º Cícero Lucena PSDB 31,87% 115.369 
Teresina (PI)1º Firmino Filho PSDB 51,54% 212.741 
2º Elmano Férrer PTB 48,46% 200.062 
Curitiba (PR)1º Gustavo Fruet PDT 60,65% 597.200 
2º Ratinho Junior PSC 39,35% 387.483 
Natal (RN)1º Carlos Eduardo PDT 58,31% 214.687 
2º Hermano Moraes PMDB 41,69% 153.522 
Porto Velho (RO)1º Dr. Mauro Nazif  PSB 63,03% 142.937 
2º Lindomar Garçon PV 36,97% 83.828 
Florianópolis (SC)1º Cesar Souza Júnior PSD 52,64% 117.834 
2º Gean Loureiro PMDB 47,36% 106.013 
São Paulo (SP)1º Fernando Haddad PT 55,57% 3.387.720 
2º José Serra PSDB 44,43% 2.708.768 

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral

 é editor da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 28 de outubro de 2012, 22h20

Comentários de leitores

34 comentários

Sr. Ferreiro

Gabbardo (Professor)

Insistes em teclar no Caps Lock? Já apontei que isso é extrema falta de educação.
Sobre Sacconi, http://www.scrittaonline.com.br/curiosidades/a-opiniao-explosiva-de-luiz-sacconi
"Não é perfeita a definição e aplicável a diversos "militantes" que tentar poluir este democrático espaço?!"
Toma Gardenal que passa!
Pergunta: Quantos opositores de Lenin morreram? E de Lula?

Por fim...

Richard Smith (Consultor)

.
E é mais um IDIOTA que ignora o significado do termo "FASCISMO" (mas de MÉTODOS FASCISTAS elles entendem, né?)!
.

Outro tarefeiro partidário leninista-gramsciano!

Richard Smith (Consultor)

.
"URNA NÃO É TRIBUNAL E NEM LAVADERIA"!
.
Inicio com a citação para demonstrar a mediocridade do argumento do "advogado" (uau!) que se assina "Paulo Rick". Parece que ele cabulou as aulas de Direito Constitucional na facú e não aprendeu que estamos numa DEMOCRACIA REPRESENTATIVA, na qual escolhemos os líderes do Poder Executivo e do Poder Legislativo, os quais são fiscalizados e moderados pelo Poder Judiciário. Cada qual na sua FUNÇÃO e sem intromissão de uma esfera nas outras, senão por dutos de comunicação CONSTITUCIONALMENTE estabelecidos. O PT adotar o discurso de "Tribunal de Exceção", querer chicanear (ou CHANTAGEAR?) Ministros do STF e dizer que não afastará de seus quadros os CONDENADOS, contrariando expresso dispositivo de seu estatuto, para mim diz tudo. Ou não?!
.
É um partido ANTI-DEMOCRÁTICO, de índole AUTORITÁRIA e HEGEMONISTA e que despreza solenemente o que elles chamam de "moralidade" e "democracia" "BURGUESAS"! Mais leninista do que isto? Impossível!
.
Depois, nunca é demais lembrar que o "poste nº.2" foi eleito com um pouco mais de UM TERÇO do eleitorado total: 19,80% preferiram a abstenção e 12% foram de votos brancos e nulos. O restante foi para Serra. Então, em que pesem todas as inciativas de "desconstrução" do governo Kassab (que PARAM agora, é claro!) e da imagem de Serra por parte do PIG - "Partido da Imprensa GOVERNISTA", mais de 61% do eleitorado preferiu dizer "NÃO" ao candidato e ao PT! Ou é alguma mentira de cariz PETRALHESCO de minha parte?!
.
.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 05/11/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.