Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Falta de espaço

TJ autoriza leilão de objetos esquecidos em aeroporto

Cerca de 3 mil objetos esquecidos ou abandonados no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, vão ser leiloados. A 4ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal atendeu pedido da Empresa Brasileira Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e autorizou o leilão dos itens que foram deixados no terminal em 2010 e 2011. A decisão é da última quinta-feira (11/10), mas foi divulgada nesta segunda (15/10). A reportagem foi publicada no site de notícias G1

A Infraero alegou que não tem mais espaço para armazenar os itens. O detalhamento dos objetos está em um arquivo com mais de 2,4 mil páginas. Na lista, há bengalas, chapéus, carregadores de computador, roupas, óculos, livros, bijuterias, celulares, malas, bolsas, mochilas, brinquedos e bebidas.

Segundo o Tribunal de Justiça do Distrito Federal, o dinheiro arrecadado com o leilão será destinado para o governo do DF, seguindo determinação do Código Civil. A Justiça determinou que sejam publicados dois editais informativos dando prazo de até dois meses para que a população possa retirar itens que tenha esquecido no aeroporto. Após esse prazo, haverá perda total da propriedade dos bens remanescentes, que serão leiloados.

O TJ informou que o primeiro edital deve ser divulgado ainda nesta semana. O segundo será publicado dez dias após a primeira publicação. A previsão é que o leilão ocorra no início de 2013.

Revista Consultor Jurídico, 15 de outubro de 2012, 20h47

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/10/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.