Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Urna eletrônica

Falta de energia não atrasará a votação no domingo

O Tribunal Superior Eleitoral garantiu, nesta sexta-feira (5/10), que, caso haja interrupção no fornecimento de energia, não haverá atraso na votação ou na transmissão de dados pelos tribunais regionais eleitorais no próximo domingo (7/10).

Durante todo o domingo, funcionará na sede do TSE uma central de apoio com técnicos da Agência Nacional de Energia Elétrica e da Agência Nacional de Telecomunicações. Eles vão trabalhar em esquema de plantão para resolver possíveis problemas ligados a falta de energia.

A instalação da central de apoio foi acertada durante reunião entre a presidenta do TSE, ministra Cármen Lúcia, e representantes das duas agências.

Após ter sido registrada falta de energia, nesta quinta-feira (4/10), em partes de todos os estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além de partes do Acre e de Rondônia, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, se reuniu com os diretores de todas as distribuidoras de energia.

Segundo o ministro, a atenção está voltada para os cuidados que devem ser tomados para evitar problemas de fornecimento de energia durante as eleições: “Temos preocupação, porque temos responsabilidade. E elaboramos um plano de contingência para atender a estas possibilidades”, disse ele.

A assessoria do TSE informou que a urna eletrônica tem autonomia de 12 horas e pode funcionar mesmo desligada da rede elétrica. O período de votação, no próximo domingo, vai das 8h às 17h e a expectativa do TSE é que por volta das 20h mais de 90% dos municípios brasileiros conheçam seus próximos prefeitos. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 5 de outubro de 2012, 14h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/10/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.