Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Guerra Suja

Argentina decreta prisão de 35 por crimes na ditadura

A Justiça argentina determinou a prisão de 35 pessoas acusadas de crimes contra a humanidade na província de Mendoza durante a ditadura militar (1976-1983), informou nesta terça-feira (20/11) o grupo humanitário Hijos (de desaparecidos). Segundo o grupo, nove pessoas já foram detidas e levadas para a penitenciária de San Rafael, em Mendoza. As informações são da agência AFP.

As ordens de prisão foram firmadas pelo juiz federal Eduardo Puigdengolas, após o primeiro julgamento por crimes contra a humanidade durante a ditadura feito em 2010 em San Rafael. Entre os detidos estão dois ex-delegados, seis ex-agentes da polícia e um conhecido locutor da região, Edgard Martín Ferreyra.

Segundo o Hijos, também foi decretada a prisão do padre Franco Revérberi. O grupo afirma que ele está na Itália e que já existe pedido de captura internacional contra ele. No julgamento anterior, Revérberi, capelão militar em Mendoza em 1980, foi acusado por testemunhas e sobreviventes de visitar os calabouços de um campo clandestino de detenção e tortura.

Revista Consultor Jurídico, 22 de novembro de 2012, 2h26

Comentários de leitores

2 comentários

Cortina de fumaça

. (Professor Universitário - Criminal)

Essa ação é mais um engodo do governo Christina (via Judiciário) para encobrir a gravíssima crise econômica por que passa a Argentina.

Proteção a bandidos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Só no Brasil mesmo que delinquentes da mais alta periculosidade andam na rua livremente, e ainda zombam do cidadão comum honesto, enquanto outros (vide goleiro Bruno) são aprisionados e execrados publicamente mesmo inexistindo indícios de crime. E alguns ainda querem que o Brasil seja um País seguro e próspero.

Comentários encerrados em 30/11/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.