Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Maré negra

BP é condenada a pagar multa de US$ 4,5 bilhões

A BP Global terá de pagar "a maior multa criminal da história americana" como parte de um acordo amigável feito com as autoridades americanas relativo a parte do processo pela maré negra do Golfo do México. A reportagem foi publicada no site R7 notícias.

A companhia indicou que vai pagar cerca de US$ 4,5 bilhões às autoridades americanas, com pagamentos programados para um período de seis anos, indicou a BP em um comunicado.

A empresa informou que tinha chegado a um acordo a respeito de todas as queixas criminais com o Departamento de Justiça americano, que inclui US$ 4 bilhões a serem pagos parceladamente em cinco anos.

"A BP anunciou hoje que chegou a um acordo com o governo dos Estados Unidos, sujeito à aprovação da corte, para resolver todos os processos criminais e todos os processos da Comissão de Valores Mobiliários contra a companhia decorrentes do acidente com a Deepwater Horizon, do vazamento de petróleo e da resposta," indica a empresa no documento.

A reputação da companhia foi devastada há dois anos e meio, depois que uma explosão na plataforma Deepwater Horizon matou 11 trabalhadores e causou um vazamento de milhões de barris de petróleo no mar. O acordo é relativo apenas aos processos criminais e não a alguns processos civis federais, particulares ou iniciados por alguns estados.

O valor recorde da multa penal supera US$ 1,3 bilhão pagos em 2009 pelo laboratório farmacêutico Pfizer para liquidar os litígios relacionados a práticas comerciais ligadas a um anti-inflamatório.

A explosão ocorrida no dia 20 de abril de 2010 na Deepwater Horizon, a 80 quilômetros de Nova Orleans, no sul dos Estados Unidos, deixou onze mortos e espalhou centenas de milhões de litros de petróleo no Golfo do México até o fechamento do poço quatro meses depois, nesse que foi maior vazamento de petróleo da história da indústria e o pior desastre ambiental dos Estados Unidos.

A BP já havia concluído um acordo amigável de US$ 7,8 bilhões com as vítimas da maré negra.

Revista Consultor Jurídico, 15 de novembro de 2012, 18h49

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/11/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.