Consultor Jurídico

Notícias

AP 470

Ministros do STF criticam sistema prisional brasileiro

Comentários de leitores

  • Página:
  • 1
  • 2

30 comentários

fecha a boca Tofoli

o corvo jus (Advogado Autônomo - Civil)

é muito triste para o povo brasileiro ter que houvir Dá pena das asneiras desse ministro que foi alçado a este posto sem a menor condição pelo chefe da quadrilha dos petralhas para só e somente só defende-los,os crimes praticados por esse destruidores da nação deve ter matado muitas crianças de fome por terem desviado essa dinheirama do povo brasileiro sofrido, eles nunca quiseram democracia, queriam implantar o comunismo pra roubarem e ninguem ficar sabendo. Sr Tofoli fecha a boca ou fale o bastante para defender seus parceiros de sindicato e obedecer seu mentor lula

Mensalão

Henrique Dias (Advogado Autônomo - Criminal)

É evidente que o ministro Tofoli está coberto de razão, no que tange ao nosso sistema penitenciário, contudo, não se pode aplicar tal raciocinio, somente para bacanas, agora o que é lamentável é o fato de advogados comentarem que crimes contra a vida (derramamento de sangue são menos graves), do que os crimes praticados pelos réus do mensalão, tal posição coloca o vil metal acima da vida humana, e não adianta falar que seria por causa da verba que não chegaria aos hospitais e creches, tal criticas esquece que o brasil é o pais que mais arrecada tributos no mundo então não venha com esta conversa, então deixo uma sugestão antes de opinar desta forma atue em um plenário do jùri para sentir que tirar a vida de outro semelhante é muito mais grave do que estamos presenciando no julgamento do mensalão, pena que a sociedade não sabe disto!

A realidade vem em doses

flavio (Outro)

Os Ptistas parecem viuvas chorando!Não se esqueçam de que após a primeira dor de barriga no xadrez,pode não ter médico ou enfermagem,e remédio; então vai-se de camburão sob escolta até o hospital público algemados cercados de GPs e PMs,e passarão a frente no atendimento ao público que espera a horas pelo atendimento médico, com equipe de enfermagem esgotada emocionalmente por falta de pessoal e baixos salários,um ambiente de filme de terror em preto e branco dos anos 30 do século passado !Melhor é investir na Educação e Saúde para reduzir a violência e a criminalidade, ao menos para dar uma chance a sociedade de consertar mais um sistema medieval!

Falaram do que não sabem

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Nada como ter que hospedar vizinhos ilustres para se correr a arrumar bem a casa (ou pelo menos tentar). Dias Tofolli, o'amigo dos amigos',não tem a menor ideia do que fala. Ao contrário do seu entendimento canhestro,crimes de sangue não são,em hipótese alguma,mais graves dos que aqueles cometidos pelos mensaleiros. A princípio porque,os primeiros,normalmente são praticados'no varejo' (uma,duas,dez vítimas),enquanto que,no segundo, embora muito mais silencioso e sorrateiro,alcança milhões de vítimas,pelo desvio de verbas destinadas a saúde,creches, escolas, etc., com um 'estrago' em macro escala e prejuízos que por décadas não poderão ser reparados.Uma arma na mão é menos perigosa do que uma caneta.A arma tem munição limitada;a caneta,não. Já,quanto ao sistema carcerário,'abominável',não parece ser assim. É que a maioria que dele sai,volta logo em seguida,após o cometimento de novos crimes, o que joga por terra essa teoria equivocada.Existisse,no Brasil,a pena de morte não teríamos de volta,na sociedade esses delinquentes contumazes que além de irrecuperáveis só servem para afrontar a sociedade e ser sustentados por ela.

sistema carcerário

Rodrigues (Advogado Autônomo)

Porque será o Ministro Tofoli decidiu somente agora criticar o sistema carcerário? Sugerindo que crimes de desvio de dinheiro publico não sejam apenados com prisão,sugerindo apenas devolução do dinheiro (emprestimo), se for pego devolve e tudo bem.
Será que a condenção do Dirceu tem alguma relação com recente indignação do ministro?

Penas severas

. (Professor Universitário - Criminal)

Em princípio há que se parabenizar Tóffoli e Lewandowski pelas excelentes defesas que fizeram de seus colegas de partido. Acho que a O.A.B. deveria tomar uma providência comtra ambos, tendo em vista que atuaram como advogados sem que o fossem. Ironias a parte, houve nestes comentários quem afirmou que as penas estão mais severas aos mensaleiros, do que se costuma aplicar em crimes mais graves. Será que o fato de alguém matar UMA pessoa apenas, é mesmo mais grave do que a roubalheira chapa-branca que corrói as vidas de MILHARES de brasileiros morrendo nos corredores dos fétidos hospitais deste país ???

PEREIRA (Advogado Autônomo - Civil)...

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

Só o fato de você defender o Tóffoli já é suficiente para que eu desconsidere suas grosserias. A academia está super-lotada de petralhas ignaros e não é de hoje. É por isso que nossa educação é uma verdadeira desgraça.
Quanto ao resto (no mais pejorativo sentido) da sua arguição, sinto dizer-lhe que sequer passou perto de me atingir. Estou acostumado a tratar com invejosos ignaros, como você parece sê-lo.
Permaneça na sua "santa" ignorância, então, e recolha-se a ela.
Um abraço e bom fim de semana!

Cínicos

Armando do Prado (Professor)

Hipócritas.

Por que será?

Stanley M.D.Tenório (Advogado Autônomo - Administrativa)

Por que será que só nesse emblemático momento despertam vozes contra o meio mais desumano para matar o humano em democracia que baniu a pena de morte?
É lastimável o espírito de corpo que predomina em todas as instituições em nosso anil Brasil de iniquidades mil...
É claro que todos nós conhecemos as masmorras hodiernas. Até mesmo as crianças as conhecem, pois as imagens proliferadas pela mídia de cada dia assim as apresentam despidas de qualquer respeito. Nada obstante, remanescemos em sono profundo, acreditando que os seres importantes têm necessariamente que vestir paletós e gravatas ou quiçá tailleurs....
Se tudo isso é assim, por qual razão não contemplamos os agentes responsáveis pela negligência a desfrutarem dos hotéis nos quais encarceram os que roubam melancias, galinhas e creme dental, mas mantêm-se distantes do roubo que nos impede a representação política legítima em palco carente por viagens para essas mesmas masmorras hodiernas?
Até quando fingiremos que a justiça é virtude desfrutada por nós?

Para o luiz eduardo osse

PEREIRA (Advogado Autônomo - Civil)

Luiz Osse, a inveja é um dos sete pecados capitais, o mais terrível de todos, pois corrói o invejoso. O Tófoli chegou ao STF, como Ministro, e você não chegou a nada, você não é ninguém. Uma liminar do Tófoli tem que ser cumprida pelos juizinhos aqui de baixo, que jamais chegarão ao Supremo. Já o Tófoli nunca receberá ordem nenhuma desses juizinhos. Vá curtir a sua inveja no inferno. O Tófoli, um menino de quarenta anos, conseguiu chegar ao STF e isso é o que importa.

PARA J.KOFFLER (Cientista jurídico e o escambáu)

PEREIRA (Advogado Autônomo - Civil)

O J.Koffler é versado em “ciências ocultas e letras apagadas”, pois fala tanta asneira que causa gargalhada em todo mundo. Por que esse tal J. Koffler não fala nas centenas de desembargadores, juízes e promotores presos e algemados por vendas de acórdãos e sentenças, e que nenhum deles foi para a cadeia?? O máximo que aconteceu foi serem “aposentados” com gordos salários, a custo do dinheiro do povo. O ministro Medina, acusado de vendas de acórdãos, passados anos e anos, nunca foi julgado pelo STF! Se você realmente é professor, J. Koffler, seus alunos são vítimas.

Para o promotor três ws

PEREIRA (Advogado Autônomo - Civil)

Você é a “casa grande”, juntamente com a sua gangue, da qual faz parte o promotor assassino que matou o jogador de basquete na Baixada Santista, que foi criminosamente absolvido e que continua como promotor, esse assassino. Essa é a sua “casa grande”, viu promotor três Ws?

Tudo depende do ângulo que se vê!

Roberto II (Advogado Autônomo)

Não é de hoje que tem-se conhecimento das condições precárias de nossas penitenciárias, se é que podem ser chamadas assim!
Para não ir muito longe, vou basear-me nas palavras do Ministro Celso de Mello quando então Promotor em São Paulo, que ao bem desempenhar seu munus, visitava os presídios e suas constatações foram as piores possíveis!
O Ministro Celso de Mello, lembrou, "com todas as letras, que o Depen — Departamento Penitenciário Nacional — é um órgão do Ministério da Justiça. Ao Depen cabe acompanhar as execuções penais no Brasil inteiro. Mais: uma de suas atribuições é justamente fiscalizar as instalações prisionais."(Blog do Reinaldo Azevedo-Revista Veja -14/11/2012
às 17:27 ).
Agora ao se descortinar que pessoas que traíram o povo brasileiro, serão presas e verão pelo lado de dentro aquilo que sempre ignoraram, vem o Sr. Ministro da Justiça dar uma declaração "que preferia a morte a ser preso no Brasil".
Sendo assim, quem sabe agora que políticos do PT e demais partidos, pessoas de alto poder aquisitivo e etc tal ( a lista é grande), ao conhecerem nossas nababescas instalações, algo seja feito pelos Josés ninguém deste país?

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

Observador.. (Economista)

Seus escritos e suas análises são muito interessantes.

Quem é o culpado final? A própria sociedade...

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

Quem elege os políticos? A sociedade. Quem os mantêm? A sociedade. Quem lhes cobra suas vãs e eternas promessas, tornadas ao longo da história em falácias institucionalizadas? Ninguém, pois a sociedade se omite, seja por medo de retaliações, por desinteresse, por ignorância, por interesses sórdidos ou por simples omissão ignara.
Assim também procede a marginália. Ante a impotência das forças de segurança - mal-remuneradas, desmotivadas, insuficientes, desprezadas, despreparadas -, a marginália usa e abusa (como hoje ocorre em SP, no RJ, em SC, em todo o país, enfim) porque se sabe impune, todo-poderosa, acima da lei e da ordem. A ética que voga entre eles, sem dúvida, é superior - segundo seus próprios códigos, claro - à que voga no meio político e em vários setores do meio social. Eis o retrato da nossa sociedade.
Por que? Porque nossa educação, já a partir dos primeiros passos do indivíduo, é paupérrima, infame, decadente. Some-se a esse fator a liberalidade da reprodução desassistida, incontrolada (e até incentivada pelos governos, para poderem manter suas benesses em troca de votos), e ter-se-á o verdadeiro quadro do nosso país: caos e anarquia generalizada, ostensiva ou veladamente, mas sempre existente. A cada minuto, em cada singelo ato, em toda esquina, na calada da noite ou à luz do dia.
Enquanto isso, festejam-se os próximos eventos esportivos (copa e olimpíadas) como se estes fossem "a salvação da pátria", quando em realidade são verdadeiros focos de corrupção e de drenagem do dinheiro público, que nós, sociedade, pagamos sem nada receber.
Querem mais? Parem e reflitam, e encontrarão o restante do iceberg da degradação político-social.

É sempre assim

amorim tupy (Engenheiro)

Bla bla bla Foi colarinho branco Ver a possibilidade de ir para a cadeia que começou a Grita geral.
tenham paciencia!

Bengo54 (Oficial da Polícia Militar): perfeito argumento...

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

Sem dúvida, desde a primeira Carta Magna (1824), nossas penitenciárias, cadeias e cadeiões persistem em manter estruturas bem próximas às existentes na Idade das Trevas. Há, incluso, países (aqui mesmo, no continente sul-americano) nos quais as penitenciárias chegam a ser piores do que na Idade Média - isto sem observar a realidade em outros continentes.
Sucede que, segundo opinião que mantenho firme e convicta desde os idos de 1960 - quando iniciei a pesquisa de elaboração da minha tese -, nunca, em momento algum da história e em espaço qualquer deste castigado planeta, uma instituição penitenciária se mostrou científica e operacionalmente estruturada para cumprir sua precípua função: a recuperação do apenado para o seu reingresso ao seio social. Pelo contrário, o coitado que sofrer a desgraça de ingressar a um desses antros da corrupção e da perversão, certamente sairá "escolado" para voltar a delinquir - ou então não sairá.
Nossa LEP, nada obstante brilhante em seu teor, sequer chega a aproximar-se da sua aplicabilidade efetiva e prática. E este bizarro fenômeno possui apenas uma fonte culpada: os sucessivos governos federais e suas práticas (e táticas) meramente politiqueiras que visam a permanência no poder, as maracutaias, os conchavos espúrios e por aí vai. Preocupar-se com os apenados? Nunca! Eles sabem bem que, se um dia forem condenados e internados terão todas as benesses e estarão em instituições mais "adequadas" às suas "excelências". Portanto, por que preocupar-se com esse fator, se nem sequer se preocupam em respeitar a Constituição, muito menos a sociedade que, leviana ou ingenuamente, os elegeu?
Parabéns, Bengo54!

Incoerência dos números

Leitor - ASO (Outros)

Finalmente os responsáveis pelo caos no Sistema Penitenciário vão se movimentar para melhorá-lo, ainda que pelo motivo errado (proporcionar boas condições para os companheiros e banqueiros).
Mas o que me deixou mais perplexo foram os números divulgados ontem na televisão. Segundo um telejornal, há 200.000 presos além da capacidade do Sistema Penitenciário e só estão planejadas 60.000 novas vagas. E os outros, vão prá casa do Ministro?
Mais importante de tudo, vamos fiscalizar para que as "mudanças" não sejam localizadas. Tipo transformar o presídio onde o "Ze Alguém" vai ficar hospedado num hotel 5 estrelas, enquanto os presídios dos "Zé Ninguém" continuam os chiqueiros de hoje.

Visão mais liberal e contemporânea

Observador.. (Economista)

Quando a cadeia é para o outro, não me importo.Quando é para pessoas do meu grupo, do meu conhecimento, passo a ter uma visão "mais liberal", achando que cadeia, no fundo, é só para os outros.
Como deixou de ser apenas para " os outros " - eu me lembro que, talvez, tenham condições insalubres e reportam à era medieval.
No fundo, é esta a "visão contemporânea" de um Ministro que, devido à própria história, deveria ter tido a decência de se dizer impedido.Mas, o "jeitinho brasileiro" ( e as eternas explicações ditas racionais para ampará-lo ) pode ser sempre acionado.Mesmo no STF.
E há cadeias e cadeias ( como tudo no Brasil ).Há cadeias onde os presos vivem com certo conforto até.Televisão, frigobar, telefone celular ( para controlar acontecimentos fora da cadeia )não são incomuns em alguns presídios.Já houve diversas matérias na imprensa à respeito.
Há outros, de fato, sem o mínimo de condição de receber qualquer ser vivo.
Sobre este assunto, há também uma visão contemporânea.Com o dinheiro que alguns roubaram da nação, acredito que um ou outro presídio daria para ser construído.Que tal?

Cadeia ruim? É só não cometer crimes.

Edu Bacharel (Estudante de Direito)

Agora que parte da PTzada vai pegar uma cana, o PTista Ministro da Justiça vem levantar essa questão.
Lula passou 8 anos no governo e o único dedo que moveu para resolver esse problema foi o mindinho da mão esquerda.

  • Página:
  • 1
  • 2

Comentar

Comentários encerrados em 22/11/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.