Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Informações falsas

Ministro quer punir quem divulga boatos na internet

Ao fazer um balanço sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, defendeu que a legislação penal brasileira deve ser modificada para punir pessoas que usam a internet para atrapalhar ou divulgar informações falsas.

“Temos que melhorar a nossa lei penal para dar mais segurança ao processo, aprimorar a legislação para preservar o interesse e o esforço de milhões de brasileiros”, disse o ministro.

No sábado (3/11), um boato sobre o cancelamento do exame se espalhou pelo Twitter. De acordo com Mercadante, já foi identificado que a notícia falsa partiu de um computador de Campinas (SP). A Polícia Federal foi acionada e investiga o usuário que deu início ao boato.

Outro boato com a mesma informação havia sido identificado pelo Ministério duas semanas atrás. “O Enem é muito importante na vida de muitos jovens. É uma oportunidade única, que não pode ser fragilizada por irresponsabilidade de quem quer que seja”, explicou.

Ainda segundo o ministro, foram eliminados 65 alunos que postaram imagens digitais nos dois dias da prova. Os casos foram registrados em vários estados do país. “[Os candidatos eliminados] jogaram fora a oportunidade deles e, eventualmente, podendo prejudicar outros, como houve ontem gente dizendo que estava cancelado o Enem. A seriedade tem que ser compartilhada”. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 5 de novembro de 2012, 16h37

Comentários de leitores

1 comentário

Os dois neurônios petistas

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Só precisam avisar o governo (no caso o Min. da Educação, agora o petralha Mercadante), que o século 21 começou há apenas 12 anos e 11 meses. Quem sabe assim ele entenda que para se ter alguma estatística referente a imigração ou outros indicadores quaisquer sobre acontecimentos marcantes em um determinado período é preciso esperar , no mínimo, uns 50 anos. Fica difícil exigir que candidatos discorram sobre um tema tão idiota quanto o governo deste século (MIGRAÇÃO NO SÉCULO 21), quando mal se acordou para ele. O único tema capaz de embasar uma boa dissertação, neste início de século, seria a corrupção petista; essa sim com farto material que em 10 anos (2002 até agora)provavelmente já supera o existente em todos os outros séculos passados e talvez jamais seja igualado nos vindouros.

Comentários encerrados em 13/11/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.