Consultor Jurídico

Colunas

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ranking de Notícias

Balanço da Justiça feita pelo CNJ foi destaque

A divulgação do levantamento Justiça em Números foi destaque na ConJur. Segundo o estudo do CNJ, o número de processos que tramitaram na Justiça aumentou em 2011. Ao todo foram quase 90 milhões de processos. O levantamento mostrou também aumento na quantidade de processos pendentes ao fim do ano e o crescimento das despesas do Judiciário. Clique aqui para ler.

Liberdade de entendimento
O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ayres Britto, se solidarizou com o ministro Ricardo Lewandowski ao saber que o colega foi hostilizado ao votar no segundo turno das eleições. Britto defendeu a liberdade de entendimento de Lewandowski. “Todo mundo é livre para votar como bem entender. A independência do Judiciário se manifesta política e tecnicamente. Ninguém está obrigado a seguir o outro", disse. Clique aqui para ler.

Demissões em banca
A busca por maiores perspectivas de carreira é o principal motivo dos pedidos de demissão de jovens advogados nos escritórios. Segundo a consultora Simone Viana Salomão, que palestrou na 9ª edição da Fenalaw, essa razão está em 75% dos abandonos. Cerca de 53% das demissões são motivadas por insatisfação com o salário e em 13% dos casos a falta de benefícios está entre os motivos. Clique aqui para ler.


Especiais
Em entrevista publicada, no último domingo (28/10), o presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Vinícius Marques de Carvalho, falou sobre o desafio e as dificuldades de implantar o novo Cade. Carvalho falou sobre o bem-sucedido processo de transição e transferência de competências entre os técnicos, mas não dispensou a ampliação dos quadros do órgão. Clique aqui para ler.


Audiência
Medição do Google Analytics aponta que a ConJur recebeu 355,9 mil visitas e teve 806,4 mil visualizações de página na semana entre 26 de outubro a 1º de novembro. A segunda-feira (29/10) foi o dia com mais acessos, quando o portal recebeu 67,1 mil visitas. A notícia mais lida, com 4,8 mil visitas, foi sobre o lançamento da campanha do CNJ para conscientizar os magistrados a comparecerem nos fóruns que trabalham de segunda a sexta. Clique aqui para ler.

A segunda mais lida, com 4,7 mil visitas, foi sobre o ministro do STF Ayres Britto que se solidarizou com ministro Ricardo Lewandowski ao saber que o colega foi hostilizado ao votar. Clique aqui para ler.


AS 10 MAIS LIDAS
Campanha do CNJ quer juízes no fórum todos os dias
“Insultados, não poderemos julgar”, diz Ayres Britto
Petição incial deve se limitar a fatos ocorridos
O fator Julia Roberts ou quando o Supremo Tribunal erra
Record não pode exibir imagens de Suzane na prisão
Juiz muda decisão ao ter de responder para defesa
Juíza de Santos é afastada por lentidão em processos
Perspectiva de carreira é maior preocupação do advogado
E o juiz mineiro "azdakiou" ou "Eis aí o sintoma da crise"
Ministros divergem sobre banimento do amianto no Brasil

AS MANCHETES DA SEMANA
Produtividade de juízes estaduais cai e demanda sobe
CCJ da Câmara aprova anteprojetos que alteram penas
Ministros divergem, com brilho, sobre banimento do amianto
97% dos tribunais estão preocupados com gestão estratégica
AGU pede que ministros recebam jetons de empresas
Ministra do Planejamento recebe AMB para discutir reajuste
Campanha do CNJ incentiva presença diária de juízes nos fóruns
Celso de Mello barra normas que concedem redução de ICMS
Aumenta número de processos em tramitação na Justiça
EUA decidirão se cães podem farejar sem ordem judicial
PT vence PSDB em todas as disputas diretas nas capitais
"Nossas decisões buscam qualidade para o consumidor"
Dona de marca pode quebrar sigilo por suspeita de falsificação
Juiz muda decisão ao ter de responder detalhes para defesa
Justiça autoriza esterilização temporária de menor no RS

Revista Consultor Jurídico, 2 de novembro de 2012, 11h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/11/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.