Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso Cachoeira

Associação de procuradores divulga apoio a Gurgel

A Associação Nacional dos Procuradores da República expressou apoio ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e outros procuradores que participaram das operações Vegas e Monte Carlo, por meio de nota divulgada nesta quinta-feira (10/5).

Em nota, a ANPR afirma que as críticas a Gurgel desconsideram que ele lidera uma “instituição chave na defesa da probidade na utilização dos recursos públicos e da gestão idônea em todas as esferas governamentais”. E diz que a atuação dos procuradores envolvidos deu-se em “estrita obediência” à atribuição do Ministério Público prevista na Constituição.

Parlamentares integrantes da CPI que investigam as relações de Carlinhos Cachoeira com políticos e outras autoridades questionaram o fato de Gurgel não ter iniciado investigações em 2009. O delegado Raul Alexandre Marques Sousa, da Polícia Federal, afirma que entregou o inquérito da Operação Vegas ao procurador-geral naquela época.

Leia a nota:

Operações Vegas e Monte Carlo: ANPR apoia PGR e procuradores da República

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) expressa o apoio dos membros do Ministério Público Federal ao procurador-geral da República, Roberto Monteiro Gurgel Santos, à subprocuradora-geral da República Claudia Sampaio Marques e aos procuradores da República Daniel de Resende Salgado e Lea Batista de Oliveira, participantes das operações Vegas e Monte Carlo.

A atuação dos referidos membros na condução de tais operações deu-se em estrita obediência ao que a Constituição atribui ao Ministério Público. Sua estratégia de atuação e preservação das investigações desvelou o alcance do esquema criminoso liderado por Carlinhos Cachoeira. Merece destaque o fato de que a atuação do MPF nas referidas Operações gerou a instauração de quatro inquéritos no Supremo Tribunal Federal e o recebimento de denúncia pela Justiça Federal, estando a ação penal - contra 80 réus - em fase avançada de reunião de provas.

Ataques recentemente veiculados desconsideram que o procurador-geral da República lidera uma instituição chave na defesa da probidade na utilização dos recursos públicos e da gestão idônea em todas as esferas governamentais valores especialmente caros à República e à Democracia, pelos quais a sociedade clama e que têm nos procuradores da República defensores infatigáveis.

O procurador-geral da República é protagonista de marcos da evolução do Estado de Direito brasileiro, como a sujeição à Justiça de poderosos integrantes de esquemas criminosos. A adequação de sua conduta foi destacada nesta quarta-feira, 9, pelos ministros do STF, a mais alta corte da República, cujos integrantes têm prerrogativas idênticas às do procurador-geral da República.

Dessa forma, a ANPR reitera e reforça o apoio integral dos procuradores da República de todo o Brasil ao procurador-geral da República e aos diligentes e hábeis procuradores participantes das referidas operações.

Revista Consultor Jurídico, 10 de maio de 2012, 22h12

Comentários de leitores

2 comentários

Solidariedade ao procurador geral

Valdecir Trindade (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Sou solidário ao Procurador Geral da República Dr. Roberto Gurgel, como também subscrevo a Nota da ANMP. Tendo em conta que a instituição Ministério Público tem, com suas ações, guerreado exaustivamente contra os ladrões do dinheiro público, não é surpresa que alguns bandidos com mandato tentem enxovalhá-la buscando a satistação de seus espúrios interesses. Cadeia neles Gurgel.

Apoio o Dr. Roberto Gurgel

Balboa (Advogado Autônomo)

Roberto Gurgel é um homem digno e honesto. Infelizmente no poder as brigas são obscuras.

Comentários encerrados em 18/05/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.