Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Lucro de assalto

Juiz de Campo Grande confisca bens de assaltante

O juiz federal Odilon de Oliveira, da 3ª Vara Federal Criminal de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, confiscou a fazenda e a casa de um acusado de assalto ocorrido há quase 12 anos. O agricultor Edison Álvares de Lima é culpado de comandar o roubo de malotes bancários no aeroporto internacional da cidade de Luque, no Paraguai, há mais de uma década, em agosto de 2000. As informações são do Correio do Estado, jornal do Mato Grosso do Sul.

A quadrilha que executou o crime, chefiada na época por Lima, é responsável por furtar, ao todo, US$ 11,1 milhões. O réu foi condenado a cinco anos de prisão em regime semi-aberto, ao pagamento de multa de R$ 35 mil, além de ter aprendido seus bens e imóveis localizados em Ponta Porã e Dourados, também naquele estado.

As acusações feitas pelo Ministério Público Federal incluem dissimulação da origem de valores, quantia referente justamente aos recursos com os quais ele  veio a adquirir os bens ora aprendidos. Lima foi originalmente acusado no Paraguai, onde o Ministério Público do país denunciou, ao todo, nove pessoas da quadrilha por roubo qualificado e associação crimisosa. Todos foram condenados e Lima acabou fugindo para o Brasil. O pedido de extradiçaão do réu, feito pelas autoridades paraguais foi negado pelo governo brasileiro e le acabou condenado pela Justiça do país.

Na sentença, o juiz Odilon de Oliveira afirma que Edison Álvares, com a parte que lhe coube no roubo, adquiriu uma fazenda em dezembro de 2000, no valor de R$ 545,4 mil, na região de Ponta Porã. No ano seguinte comprou a casa em Dourados, adquirindo, nos anos seguintes, veículos automotores.

Revista Consultor Jurídico, 5 de maio de 2012, 14h16

Comentários de leitores

1 comentário

Dr. Odilon de Oliveira motivo de orgulho!

Pek Cop (Outros)

Ora Dr. Odilon o sr. é um orgulho para todo o país, tenho uma admiração incalculável pelo jesto de nobreza que Vossa Excelência ostenta, não pense que esta sozinho porque a grande maioria esta com o sr., o que falta é sua coragem, determinação e acima de tudo boa vontade em combater o crime de frente! pode ter certeza que Vossa Excelência esta nas orações da família, nunca desista porque o bem sempre vai se sobrepor contra o mal. Dr. Odilon a luta continua!!!exemplo de vida e que DEUS esteja sempre te cobrindo com seu manto sagrado!!!pek

Comentários encerrados em 13/05/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.