Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Naufrágio na Itália

Costa Concordia fecha acordo com passageiros

Por 

A Costa Crociera, proprietária do navio Costa Concordia, concordou em pagar indenização de 11 mil euros (R$ 25 mil) para cada passageiro, além de devolver o valor pago pelo cruzeiro. O navio naufragou perto da Itália em 13 de janeiro com mais de 4,2 mil pessoas a bordo. Dessas, 16 morreram e outras 16 continuam desaparecidas.

O acordo foi anunciado nesta sexta-feira (27/1) pelo Comitato Naufraghi Concordia, grupo formado por associações de consumidores para auxiliar as vítimas do naufrágio. O pacto não vale para aqueles que sofreram danos físicos ou perderam algum familiar. Nestes casos, a indenização deve ser discutida com a Costa Crociera.

A adesão ao acordo é opcional. O passageiro que quiser receber a indenização deve procurar uma das associações de consumidores que fazem parte do Comitato Naufraghi Concordia. Quem não quiser pode procurar a reparação diretamente na Justiça ou aderir a uma ação coletiva.

A Codacons, uma associação de consumidores italiana, já deu entrada em um pedido de indenização em nome dos passageiros na Justiça de Miami, apoiada por dois escritórios norteamericanos. O grupo reivindica pelo menos 125 mil euros (cerca de R$ 280 mil) para cada passageiro. A associação optou por Miami porque é onde fica a sede da Carnival Corporation & Plc, da qual a Costa Crociera (ou Costa Cruises) é uma subsidiária.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico na Europa.

Revista Consultor Jurídico, 27 de janeiro de 2012, 11h21

Comentários de leitores

1 comentário

Que azar do Costa Concordia.

J.Henrique (Funcionário público)

Que azar do Costa Concordia. Fosse aqui no Brasil a julgar pelo Bateau Mouche...

Comentários encerrados em 04/02/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.