Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Perdas do MP

Morre Fernando Tourinho de Sá, ex-procurador-geral

Foi cremado, no Cemitério Jardim da Saudade, o corpo Fernando Steiger Tourinho de Sá, que chefiou o Ministério Público da Bahia durante duas gestões (1994/1997 e 1998/2002). Ele atuou primeiro na comarca do município de Jacaraci, quando ingressou no MP em 15 de março de 1957, e também em Saúde, Paripiranga, Macaúbas e Jequié, até ser promovido para Salvador em 1978. Ele morreu aos 78 anos. A informação é do Jornal da Mídia.

Em dezembro de 1990 foi promovido a procurador de Justiça e, em 1994, nomeado pela primeira vez para completar o mandato do procurador-geral Carlos Alberto Dultra Cintra que havia-se transferido para o Poder Judiciário.

Procurador na Paraíba
Também morreu o procurador aposentado do Estado e promotor de Justiça, Sabino Ramalho Lopes, aos 79 anos, no Hospital Unimed João Pessoa, em decorrência de complicações de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Sabino Ramalho, que também era professor dos cursos de Direito da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), deixa viúva e quatro filhos. A notícia é do Portal Correio.

Familiares, amigos, colegas e ex-alunos, que se despedem de Sabino Ramalho na Funerária Morada da Paz, destacam como características marcantes da personalidade dele a simplicidade, o carisma e a amizade. Para eles, Sabino deixa um "belíssimo exemplo de vida e de dedicação à família e ao trabalho".

Sabino Ramalho Leite deixou viúva a defensora pública Maria de Fátima Lopes Ramalho. Os quatro filhos dele são Antônio de Aracoeli Ramalho, Ana Amélia Ramalho, Achllies Augusto e Anne Aline.

Revista Consultor Jurídico, 23 de março de 2011, 1h49

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/03/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.