Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Capixaba no comando

Maria Helena Cisne é eleita presidente do TRF-2

A desembargadora Maria Helena Cisne foi eleita presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo), nesta quinta-feira (10/2). Ela comandará o TRF-2 durante o biênio 2011-2013.

“Agradeço a confiança depositada em mim. Vou abrir um caderno para anotar e por em prática todos os conselhos e observações que receber de vossas excelências. Este tribunal já é uma grande e respeitada instituição, mas se tornará ainda maior se andarmos juntos, irmanados com o propósito comum de prestar uma jurisdição sempre melhor, mais célere e eficiente aos cidadãos”, disse após ser eleita.

A desembargadora chamou a atenção para a demanda crescente do Judiciário. “A demanda cresce sem parar e precisamos estar unidos para que o TRF-2 possa acompanhar o seu ritmo”, completou.

Capixaba, Maria Helena Cisne formou-se, em Direito, em 1966, pela Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara, atual UERJ. Em 1968, concluiu o doutorado em Direito do Trabalho na Faculdade de Direito da UFRJ. Também é bacharel em Administração pelo Instituto Brasileiro de Contabilidade da Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas Moraes Júnior, onde se formou em 1978. Juíza federal de carreira, Maria Helena Cisne tornou-se membro do Tribunal Regional Federal da 2ª Região em outubro de 1995.

A posse dos novos dirigentes da Justiça Federal da 2ª Região ocorrerá na sessão plenária do dia 7 de abril.

Veja como fica a nova direção do TRF-2:

Presidente: desembargadora federal Maria Helena Cisne
Vice-presidente: desembargador federal Raldênio Bonifacio Costa
Corregedor regional da Justiça Federal na Segunda Região: desembargador federal André Fontes
Coordenador dos Juizados Especiais da 2ª Região: desembargador federal Guilherme Calmon Nogueira da Gama
Diretora geral da Escola da Magistratura Regional Federal da Segunda Região (EMARF): desembargadora federal Liliane Roriz
Diretor-geral do Centro Cultural Justiça Federal: desembargador federal Poul Erik Dyrlund

Direção do Foro da Seção Judiciária do Rio de Janeiro
Diretor: juiz federal Marcelo Leonardo Tavares
Vice-diretor: juíza federal Paula Patrícia Provedel Mello Nogueira

Direção do Foro da Seção Judiciária do Espírito Santo
Diretor: juiz federal Fernando Mattos
Vice-diretor: juiz federal José Eduardo Nascimento

Revista Consultor Jurídico, 10 de fevereiro de 2011, 17h08

Comentários de leitores

1 comentário

Muito trabalho à frente do TRF 2ª Região.

Bergami de Carvalho (Serventuário)

A nova gestão 2011-2013 do TRF 2ª Região irá encontrar muito serviço pela frente:
(a) o preenchimento em tempo razoável de cargos abertos a Desembargadores federais e a Juízes titulares de Varas Federais;
(b) a criação de novas cargos na primeira e segunda instâncias, a fim de sanar déficit de pessoal que esbarra, inclusive, na falta de espaço físco para recebê-los em Gabinetes e Secretarias;
(c) a criação das 1ª e 2ª Vice-Presidências, com especialização de matéria, sendo pelo menos uma criminal, e a convocação de Juízes que auxiliem na desconcentração dos trabalhos diários;
(d) a digitalização do processo, mormente em 2º grau de jurisdição, compatível com decesso à origem e acesso a Tribunais superiores;
(e) o Núcleo de Estudos Jurídicos como órgão auxiliar à EMARF, de modo a oferecer cursos de extensão, atualização e especialização profissionais a servidores da Justiça Federal;
(f) a lembrança de que LOMAN rege a direção no cargo eletivo, sob mandato, com restrição de 4 anos, limite esse que não deve ser ultrapassado entre Diretorias;
(g) a melhoria de vencimentos e progressão na carreira, inclusive quanto a benefícios, não deixando de corrigir os auxílios.
Enfim, há realmente bastante trabalho...

Comentários encerrados em 18/02/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.