Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Produto de execuções

Hastas públicas do TJ-SP arrecadam R$ 85 milhões

Responsável pelo leilões e praças ordenados pelas varas centrais de São Paulo, o Ofício das Hastas Públicas realizou, somente em 2010, mais de 1,6 mil pregões. O número resultou em 416 arrematações que, juntas, somam mais de R$ 85 mil. Esse montante diz respeito a 81,64% dos valor de avaliação dos bens arrematados, ou pouco mais de R$ 104 mil.

Em maio, junho e julho do mesmo ano, o resultado chegou, inclusive, a superar a média. Nesses meses, o valor das arrematações alcançou quase 90% do valor de avaliação dos bens adquiridos nas praças e leilões. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, o melhor resultado foi registrado em setembro as arrematações superaram os R$ 11 mil.

Normalmente, o arrematante deve pagar 30% do valor da arrematação no ato e o restante em até quinze dias. É recomendável que o interessado verifique os autos do processo do bem que será alienado na hasta pública e, quando possível, esteja acompanhado de advogado ou outro profissional que tenha experiência em adquirir bens em hastas públicas.

Estão englobados nessas arrematações bens como veículos, máquinas e equipamentos, imóveis e bens mobiliários. Para participar do leilão, o interessado precisam comparecer pessoalmente e munidos de RG e CPF, sempre às 14 horas. Há ainda a opção de enviar um procurador ou advogado. Órgão fica no Fórum João Mendes Júnior (Praça Dr. João Mendes, s/n térreo sala 120). O coordenador é o juiz Luiz Fernando Cirillo, da 31ª Vara Cível Central. Com informações da Assessoria de Comunicação do TJ-SP

Revista Consultor Jurídico, 6 de fevereiro de 2011, 13h07

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/02/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.