Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novo presidente

TJ-PB tem Abraham Lincoln como presidente

 O desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos será empossado nesta terça-feira, (1/2) presidente do Tribunal de Justiça da Paraiba. Junto com ele assumem a direção do tribunal paraibano o vice-presidente, desembargador Leôncio Tixeira Câmara, e o corregedor-geral de Justiça, desembargador Nilo Luíz Ramalho Vieira.

O 46º presidente do TJ-PB, foi escolhido em eleição secreta ocorrida durante sessão extraordinária do Pleno no dia 3 de novembro de 2010. Na ocasião também foi eleito o novo diretor da Escola Superior da Magistratura, desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides.

A programação de posse começará às 10h, com uma missa na Catedral-Basílica de Nossa Senhora das Neves. À tarde, a sessão especial de posse será inicialmente presidida pelo atual presidente, desembargador Luiz Sílvio Ramalho Júnior, que apresentará as realizações de sua gestão. A cerimônia contará com discursos do advogado Pedro Adelson Guedes dos Santos, que falará em nome da OAB-PB, do procurador-geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, que representará o MP-PB, e o desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, do TJ-PB.

Ao final, o novo presidente fará o discurso de encerramento no qual traçará o Plano de Ação para o biênio. Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Revista Consultor Jurídico, 1 de fevereiro de 2011, 0h44

Comentários de leitores

2 comentários

Mas, não tinha sido assassinado?

Robespierre (Outros)

Aprendi que o homem foi assassinado num teatro no século XIX. Como pode estar entre nós?

Se ele honrar o nome que inspirou seus pais...

Elza Maria (Jornalista)

Abraham Lincoln foi um dos maiores homens de nossa era. Tamanha é sua grandeza que, inspirados nela, os pais do recém empossado desembargador emprestaram-lhe o nome para batizarem o filho, como que desejando que o nome transladasse para o rebento as virtudes cultuadas do mito. Se isso for uma vontade divina, se o desembargador honrar esse desejo de seus pais, terá uma atuação virtuosa histórica na profissão e deixará essa marca na gestão da presidência daquele tribunal. É esperar e conferir.

Comentários encerrados em 09/02/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.