Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

FRAUDE NO DETRAN

No RS, Justiça exclui três réus da Operação Rodin

A Justiça Federal do Rio Grande do Sul determinou a exclusão de Carlos Augusto Crusius, Rubens Salvador Bordini e Walna Vilarins Menezes de uma das ações de improbidade administrativa da chamada Operação Rodin. A decisão da juíza Simone Barbisan Fortes, da 3ª Vara Federal de Santa Maria (RS) também estabeleceu a suspensão do feito quanto à ex-governadora Yeda Crusius — até que seja julgado o recurso em trâmite no STJ (REsp 1.216.168/RS) que trata da competência para processar e julgar governadores de Estado. A decisão é do dia 15 de agosto.

No seu despacho, a juíza também reviu a decisão liminar na parte que determinou o bloqueio do patrimônio de Delson Luiz Martini. ‘‘Embora existam indícios para o recebimento da inicial, tais não são fortes o suficiente para respaldar a manutenção da ordem constritiva’’, entendeu.

A Operação Rodin, da Polícia Federal, desarticulou, em 2007, uma organização criminosa que desviava recursos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RS). Trinta e nove pessoas foram denunciadas e hoje respondem a diversos processos nas instâncias criminal e cível da Justiça Federal.

 Leia aqui a sentença.

Revista Consultor Jurídico, 20 de agosto de 2011, 6h51

Comentários de leitores

1 comentário

QUEM VAI RESSARCIR OS INOCENTES

themistocles.br (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa)

Houve muito sensacionalismo sobre o caso na ocasião do ajuizamento pelo MPF e reputações foram destruídas.
Depois vem uma absolvição e como ficam as reputações já destruídas? Apenas a absolvição não devolve as reputações. Há necessidade de apuração da conduta acusatória e sua responsabilidade.

Comentários encerrados em 28/08/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.