Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cárcere online

Presidiário mantinha perfil atualizado no Facebook

Um interno do Presídio Central de Porto Alegre mantinha um perfil atualizado na rede social Facebook. O diretor da prisão, tenente-coronel Leandro Santiago, disse que a unidade não tem bloqueador de celulares. O presídio abriga 4.684 presos onde cabem 2,1 mil. As informações são da Folha de S. Paulo.

No perfil, o preso, que usa o apelido de “German Fox” (reposta alemã, em inglês), brinca com sua própria situação: "Até parece rave aqui! só falto as gatas (sic)". Ao todo, o preso, cujo nome não foi divulgado, tinha 498 amigos no Facebook e postava uma série de mensagens que compunham um diário virtual de sua vida encarcerado.

O juiz Alexandre Pacheco teve acesso às mensagens e pediu explicações ao presídio. A diretoria da unidade informou que o perfil é de um homem preso em março e o caso será investigado.

Revista Consultor Jurídico, 9 de agosto de 2011, 12h12

Comentários de leitores

2 comentários

PAÍS DO OUTRO MUNDO

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

E provavelmente o tenente coronel, diretor do presídio, também deve constar da lista de seguidores do face book do presidiário. É que os 'bloqueadores' de celular (como o próprio nome explica) servem para "bloquear os sinais dos celulares". O que está faltando naquele presídio são "bloqueadores de 'entrada' de celulares" e isso se faz impedindo a corrupção de carcereiros e outros agentes penitenciários; revista severa nas visitas dos presos e ordem dentro da cadeia, que não é lugar de diversão virtual, (quer dizer, pelo menos em qualquer outra parte do mundo).

Tradução

JA Advogado (Advogado Autônomo)

German Fox não seria Raposa Alemã - e não Resposta Alemã ?

Comentários encerrados em 17/08/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.