Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Decisões e tendências

Anuário de Minas será lançado nesta segunda

Capa Anuário da Justiça Minas Gerais 2010

A comunidade jurídica do segundo estado mais populoso do país ganha nesta segunda-feira (4/10) uma importante ferramenta de trabalho, com o lançamento do Anuário da Justiça Minas Gerais 2010, em cerimônia marcada para as 18h30 na sede da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), em Belo Horizonte. Produzido pela revista eletrônica Consultor Jurídico, o Anuário revela como trabalha o TJ-MG e os demais órgãos e instituições que integram a engrenagem judicial no terceiro maior mercado para a advocacia no país e o segundo em número de magistrados, atrás apenas de São Paulo.

Como destaques da publicação, os leitores encontrarão o perfil de cada um dos 125 desembargadores e a composição e tendência de votos das 18 câmaras cíveis e sete criminais. O Anuário também publica a síntese de 60 julgamentos realizados pelo TJ-MG, em uma seleção que leva  em conta não o valor da causa em si, mas a sua importância jurídica e o potencial de influenciar a jurisprudência, entre outros aspectos metodológicos definidos pela ConJur e respaldados por especialistas em diversas áreas do Direito Público e Privado.

Todas as decisões possuem, além da data e do resultado do julgamento, o número do  processo, o que facilita aos operadores do Direito o acesso ao seu conteúdo integral.

“O TJ-MG tem em sua composição juristas de primeira grandeza, que muito contribuem para o aperfeiçoamento do Direito do nosso país.  O Anuário deverá divulgar a alta qualidade do nosso tribunal”, ressaltou o vice-diretor do Centro de Estudos da Magistratura da Amagis, o juiz Luiz Guilherme Marques, ao definir como “memorável” o lançamento da publicação.

A reconhecida importância do Judiciário mineiro e, consequentemente, da necessidade de uma radiografia à altura de sua tradição histórica, tem amparo nas estatísticas produzidas no âmbito do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Na relação dos cinco maiores estados,  Minas Gerais ocupa a segunda colocação no cenário nacional em volume de novos processos criminais, e é responsável pela segunda maior população carcerária do país, superando o Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul. São Paulo lidera o ranking com o maior número de encarcerados entre as 27 unidades da Federação.

Parte da tiragem do Anuário da Justiça Minas Gerais 2010 terá distribuição dirigida. Logo após  o lançamento oficial na Amagis, a publicação estará disponível em livrarias especializadas e nas principais bancas de jornais e revistas da capital mineira. O Anuário também estará à venda pela internet, no site da Livraria ConJur, a exemplo do que já ocorre com  o Anuário da Justiça nacional e o Anuário da Justiça Rio de Janeiro, lançado em setembro. Os próximos da série, ainda este ano,  trarão as radiografias dos Judiciários de São Paulo e do Rio Grande do Sul.

Clique aqui para reservar o seu exemplar do Anuário da Justiça Minas Gerais 2010.

Revista Consultor Jurídico, 30 de setembro de 2010, 14h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/10/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.