Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nação de todos

UE enquadra França por expulsão de romenos

Por 

Torre Eiffel - França - Aline Pinheiro

A França tem até 15 de outubro para detalhar para a Comissão Europeia de que maneira pretende garantir a livre circulação no país de todos os cidadãos do bloco europeu. Caso contrário, terá de responder a um procedimento por causa da expulsão de romenos.

O ultimato foi dado nesta quarta-feira (29/9). Depois de discutir o assunto em Bruxelas, na Bélgica, a Comissão concluiu que a França não está assegurando a todos os cidadãos de países da União Europeia os direitos da diretiva sobre livre circulação. Nos últimos meses, a França mandou de volta para a Romênia, que faz parte da UE, centenas de ciganos romenos. O primeiro-ministro francês, Nicolas Sarkozy, afirma que tudo foi feito de acordo com as leis da França.

O caso francês agora também serve de exemplo para a Comissão apurar como outros países do bloco têm lidado com os ciganos romenos. Novos procedimentos podem ser abertos. Mais ainda, cada país terá de apresentar para a UE as suas estratégias para integrar os romenos imigrantes.

Embora a França esteja no meio da roda, outros países também têm declarado claramente que os ciganos romenos não são bem-vindos em seu território. Na Itália, por exemplo, políticos já apoiaram — e até elogiaram — abertamente a posição francesa. Em Milão, depois de mais de 200 romenos serem expulsos de um terreno que haviam invadido, a grande discussão da população e política milanesas é o que fazer com eles. Há quem defenda que o governo deveria garantir para os romenos casa, comida e escola. Há quem defenda que nem para os milaneses esse direito é garantido.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico na Europa.

Revista Consultor Jurídico, 29 de setembro de 2010, 11h03

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/10/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.