Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Raio-x da Justiça

Anuário revela o que pensam os juízes mineiros

Capa Anuário da Justiça Minas Gerais 2010

A comunidade jurídica de todo o país terá, a partir do dia 4 de outubro, a oportunidade de conhecer a fundo o sistema judiciário mineiro, com o lançamento do Anuário da Justiça de Minas Gerais 2010, produzido e editado pela revista eletrônica Consultor Jurídico. O Anuário, de acordo com o seu editor-executivo, o jornalista Maurício Cardoso, também diretor da ConJur, “apresenta, de forma didática e concisa, como funciona o sistema judicial em Minas Gerais, tendo como foco o Tribunal de Justiça, assim como o perfil do juiz mineiro e o produto do seu trabalho”.

Trata-se de uma radiografia inédita sobre o sistema judiciário mineiro, onde a tradição e modernidade, representada pelo uso das novas tecnologias, se encontram para produzir dentro do panorama jurídico brasileiro resultados bem acima da média, de acordo com os indicadores do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Maurício Cardoso ressalta o fato de Minas Gerais representar o terceiro maior mercado de trabalho para a advocacia no Brasil, com 65 mil advogados em um universo de quase 600 mil profissionais do Direito inscritos na OAB em todo o país. O número é menor somente que o de São Paulo, com 224 mil, e o do Rio de Janeiro, com 113 mil advogados.

É a primeira vez que o TJ-MG é retratado de dentro para fora. Ao apresentar e detalhar o perfil dos 124 desembargadores e a composição de todas as câmaras cíveis (18) e criminais (7), assim como as decisões mais importantes ali tomadas no último ano, a obra dá a oportunidade ao público em geral de conhecer quem são e como atuam os julgadores mineiros nos processos que envolvem as diversas áreas do Direito Público e Privado e na esfera criminal.

O Anuário destaca e analisa cerca de 60 decisões, consideradas as mais importantes sob o ponto de vista de relevância jurídica, potencial de inovação, influência na jurisprudência, impacto econômico e repercussão na vida da população mineira. Para a seleção dos julgamentos,  ocorridos 1º de março de 2009 e 30 de junho de 2010, a ConJur contou com o apoio de especialistas das respectivas áreas

O Anuário da Justiça de Minas Gerais é o segundo de uma série de anuários regionais, que teve início com o lançamento do Anuário da Justiça do Rio de Janeiro 2010, no último dia 14. Ainda este ano, virão os de São Paulo, em sua segunda edição, e do Rio Grande do Sul, em um trabalho também inédito no mercado editorial. O calendário prevê para o início de 2011 a chegada da 5ª edição do Anuário da Justiça nacional, com uma abordagem completa do Supremo Tribunal Federal e dos Tribunais Superiores de Justiça, do Trabalho, Eleitoral e Militar. Assim como nos demais, o Anuário da Justiça de Minas Gerais pretende ser uma fonte de referência diária para todos aqueles que atuam na área do Direito e da Justiça. A publicação estará à venda no dia seguinte ao lançamento,  mas já pode ser reservada diretamente na Livraria ConJur.

Revista Consultor Jurídico, 21 de setembro de 2010, 9h23

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/09/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.