Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Palácio dos Bandeirantes

Viana Santos assume governo do estado por 5 dias

Governador chega às comemorações da Independência - TJ-SP

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Antonio Carlos Viana Santos, participou das comemorações do Dia da Independência, em São Paulo, como governador do Estado. Ele ficou no cargo até esta terça-feira (7/9), com o retorno do governador Alberto Goldman (PSDB) de uma viagem ao exterior.

De acordo com o artigo 40 da Constituição Estadual, o presidente do TJ é o terceiro na linha sucessória do governo. O cargo de vice-governador está vago e o presidente da Assembleia Legislativa (Alesp), deputado Barros Munhoz (PSDB), também esteve em viagem até quarta-feira (8/9).

Durante o período em que conduziu o governo do estado, Viana Santos, em expediente protocolar no Palácio dos Bandeirantes, sancionou leis, decretos e atos administrativos. Ele reassumiu a presidência do TJ-SP nesta quarta.

Autoridades acompanham o desfile de 7 de setembro 2010 - TJ-SP

Desfile
Viana Santos assumiu o cargo à frente do estado na última sexta-feira (3/9). Ele participou, no Sambódromo do Anhembi, do Desfile Cívico de 7 de Setembro e dividiu a tribuna de honra com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), com o então presidente TJ-SP em exercício, desembargador Marco César Müller Valente, e com representantes do Exército, da Marinha, da Aeronáutica, secretários de Estado, autoridades militares, civis e religiosas.

Aproximadamente 15 mil pessoas acompanharam a marcha dos oficiais da reserva do Exército e da Polícia Militar. Dentre as 8.100 integrantes da parada (militares e civis), participaram, também, alunos da rede pública de ensino. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.

[Foto: Assessoria de Imprensa do TJ-SP]

Revista Consultor Jurídico, 8 de setembro de 2010, 16h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/09/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.