Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova direção

Juiz-prefeito anuncia demissões e novos secretários

A prefeitura de Dourados, no Mato Grosso do Sul, voltou a funcionar somente com expediente interno, nesta segunda-feira (6/9), comandada pelo prefeito juiz Eduardo Machado Rocha. Empossado no sábado, Rocha já começa a definir os novos secretários da cidade, segundo a prefeitura. Na manhã desta segunda, durante uma reunião no Centro Administrativo Municipal, Idenor Machado foi anunciado como secretário municipal de Educação. A informação é do portal Terra

A tarde, o prefeito estará em Campo Grande para organizar os processos necessários para a realização de uma auditoria em cada secretaria municipal. A partir de quarta-feira, o expediente da prefeitura será de oito horas e todos os órgãos municipais funcionarão.

Segundo a prefeitura, o juiz afirmou que haverá corte de pessoal nos cargos de confiança. No entanto, a decisão caberá a cada secretaria.

A prefeitura, porém, ainda não tem o número exato de funcionários que deixarão os postos. Cargos dispensáveis, com funções de apenas atender compromissos políticos estão na lista dos que devem ser demitidos.

O juiz Eduardo Machado Rocha tomou posse como prefeito no sábado, após o cargo ficar sem sucessor, de acordo com o Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul. O prefeito Ari Artuzi, a primeira-dama, Maria Aparecida de Freitas Artuzi, o vice-prefeito, Carlos Roberto Bernardes, o presidente da Câmara de Vereadores, Sidlei Alves da Silva (DEM), e mais 24 pessoas, incluindo outros 8 vereadores, foram presos na última quarta-feira pela Polícia Federal (PF). Eles são acusados de usar o dinheiro público para fins pessoais, de acordo com o TJ-MS. Segundo as investigações, o prefeito Artuzi recebia R$ 500 mil por mês

A Polícia Federal de Dourados informou que ele cobrava entre 10% e 15% de propina por cada contrato assinado. Dos presos, 11 pessoas receberam pedido de prisão preventiva, o prefeito, vice e a primeira dama fazem parte da lista.

Revista Consultor Jurídico, 6 de setembro de 2010, 16h16

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/09/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.