Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Quinto constitucional

Lista tríplice do MP foi definida nesta segunda

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro se reuniu nesta segunda-feira (29/3) para escolher os nomes que serão indicados às vagas reservadas ao Ministério Público e à advocacia pelo instituto do quinto constitucional na corte.

Para a vaga da advocacia, apenas dois nomes foram indicados: André Emílio Ribeiro Von Melentovytch e Maria Regina Fonseca Nova Alves. Como nenhum dos outros candidatos sugeridos pela OAB conseguiu atingir a maioria absoluta na votação, a lista será reencaminhada à OAB para que, posteriormente, o Tribunal Pleno faça nova eleição do terceiro membro.

A composição da lista tríplice do Ministério Público seguiu normalmente, com a escolha das procuradoras Mônica de Faria Sardas e Laise Ellen Silva Macedo e do promotor Paulo Sérgio Rangel do Nascimento.

Durante a sessão o TJ fluminense também compôs a lista tríplice para membro substituto do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. Os indicados são Ana Tereza Basílio, Fernando Hargreaves e Marcio Vieira Santos. Em outra votação, o desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho foi o escolhido para a vaga de membro eleito do Órgão Especial.  Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Revista Consultor Jurídico, 29 de março de 2010, 20h18

Comentários de leitores

4 comentários

É deprimente e patética a irracionalidade e a xenofobia. (1)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Com relação ao comentarista que acha que alguém não pode opinar a respeito de algum tema porque mora e advoga em outro Estado da Federação, temos de ser pacientes e indulgentes, para não incorrer nos mesmos erros dele. Talvez por isso é que não seja advogado, mas, isto sim, um eterno bacharel.
.
Em primeiro lugar, o comentário dele demonstra odiosa xenofobia, ou bairrismo, como se um brasileiro, de qualquer origem, ou mesmo um estrangeiro não pudesse discordar do vê, ouve, e percebe.
.
Em segundo, mostra o comentário demonstra o açodamento comum das pessoas medíocres, do vulgo. E aí também se pode identificar mais uma causa para sua vocação em ser apenas e nada mais do que um bacharel.
.
Essa precipitação o levou a falar de alguém que não conhece. Disse-me paulista. Não o sou. Nasci em Copacabana e fui criado em São Conrado e Ipanema. Estudei no Colégio São Bento, na PUC/RJ, na Cândido Mendes de Ipanema. Mas moro em São Paulo há muitos anos, e adoro essa cidade como também adoro o Rio de Janeiro. Tenho um pé em cada uma dessas cidades. Fico numa e noutra indistintamente. Fui muito bem acolhido pelos paulistas e, principalmente, pelos paulistanos, aos quais devoto especial homenagem.
.
(CONTINUA)...

É deprimente e patética a irracionalidade e a xenofobia. (2)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

(CONTINUAÇÃO)...
.
Esse comentarista, um anão em suas opiniões, deveria aprender um pouco mais de diplomacia com os paulistas, e um pouco mais sobre a democracia e a liberdade de expressão.
.
Inveja, deve ser ele quem sente por nunca se ter tornado nada além de um simples bacharel. Quando lhe indagam a profissão, quando preenche um formulário, presumo seja invadido por um profundo ressentimento contra quem colocou a questão, pois ou responde indicando o cargo que exerce, e não surpreenderá se for funcionário público, ou diz que é bacharel. Bela profissão...
.
Beba a lição até aprender: enquanto eu for livre e puder cultivar a razão; enquanto for advogado, membro da OAB; exercitarei, sim, sempre, o meu direito de liberdade de expressão para dizer o que penso sobre tudo e qualquer coisa que seja do meu interesse e em que acredito. Doa a quem doer. Os dodóis devem procurar o tratamento adequado para seus recalques, seus rancores, sua inveja, sua ira, pois esses sentimentos só fazem mal a quem sente.
.
(a) Sérgio Niemeyer
Advogado – Mestre em Direito e doutorando pela USP – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

Os paulista estão querendo invadir nossa praia...

Gilberto Serodio Silva (Bacharel - Civil)

O que advogado paulista tem que dar palpite na escolha de nomes apontados pela OAB-RJ para compor lista tríplice para vaga no TJ-RJ pelo quinto constitucional?
Õrra meu, vai palpitar a lista tríplice dos manos paulista né? Pelo que entendi vão recompor a lista para escolha do terceiro nome. Qual o problema?
O presidente da seccional Fluminense, está iniciando o segundo mandato. O Tribunal não vai fugir. A gestão Luiz Zveiter é uma das mais proficuas nos últimos 20 anos, com todo respeito que os antecessores merecem, mas o TJ está renovado em todos os sentidos, nenhum escandalo, diga-se. Inveja de paulista corroi....

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 06/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.