Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prazo ampliado

Exposição sobre Berço do Barroco Brasileiro vai até 10 de junho

Por 

O Tribunal de Justiça de São Paulo resolveu ampliar o prazo da exposição O Berço do Barroco Brasileiro. A mostra poderá ser vista no Salão dos Passos Perdidos, na sede do Judiciário paulista até 10 de junho. No último domingo (16/5), mais de 600 pessoas visitaram a mostra, que apresenta o apogeu do Barroco, com Antônio Francisco Lisboa – O Aleijadinho.

Por conta do interesse despertado, o Tribunal resolveu ampliar o período em que a exposição ficará à disposição dos paulistanos. Com entrada gratuita, das 13h às 18h, inclusive sábados e domingos, a exposição, que traz também a imagem de Nossa Senhora de Montesserrate, nunca antes exposta, ficará aberta ao público.

A imagem de Nossa Senhora, com 84 cm e 34 quilos, confeccionada provavelmente em 1636 e atribuída ao monge Frei Agostinho da Piedade, foi redescoberta, em 1940, no sótão de uma Igreja em São Bernardo do Campo. Para recebê-la, o Tribunal montou um esquema especial de segurança.

As outras peças expostas são atribuídas a Aleijadinho e a alguns dos primeiros escultores que se dedicaram a fazer imagens para a Igreja. A coleção de arte sacra em terracota (barro cozido) pertence ao colecionador brasileiro Ary Casagrande Filho também nunca foi exposta.

O curador da mostra é Marcelo Coimbra. Segundo ele, as esculturas remontam à chegada dos beneditinos europeus ao Brasil, quando o português frei Agostinho da Piedade fundou a primeira escola de imaginário sacro-barrista, baseada nos princípios do barroco renascentista europeu. Entretanto, ao invés do mármore de carrara importado, os artistas brasileiros esculpiam usando o barro local, gerando uma arte sacra originariamente brasileira.

Merecem especial atenção a imagem de Nossa Senhora da Conceição, esculpida em barro branco cozido e a de Santo Antonio confeccionada no final do século XVIII em madeira policromada, obras que nunca foram expostas, atribuídas a Frei Agostinho de Jesus e Aleijadinho, respectivamente.

Serviço:

Exposição: O Berço do Barroco Brasileiro no Tribunal de Justiça e seu Apogeu com Antonio Francisco Lisboa – O Aleijadinho.
Local: Palácio da Justiça - Praça da Sé, s/n – Centro – São Paulo.
Data: até 10 de junho, de segunda-feira a domingo.
Horário: das 13h às 18h

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 22 de maio de 2010, 8h13

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/05/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.