Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Serviço ao público

Defensores promovem atendimento em bairro de SP

A Defensoria Pública do Estado de São Paulo faz, nesta quarta-feira (19/5), dia do defensor público, atendimento jurídico para os moradores da Comunidade do Espama, no bairro Brasilândia, zona norte da capital. Este ano, o atendimento terá como tema o “Direito à Moradia”. Dez defensores públicos participarão do mutirão e a estimativa é que sejam feitos entre 500 e 800 atendimentos, das 9h às 17h.

O local de atendimento foi indicado pelo defensor público Carlos Loureiro, coordenador do Núcleo Especializado de Habitação e Urbanismo da Defensoria Pública do Estado de São Paulo. "Queríamos uma comunidade de tamanho médio e que tivesse tanto demanda individual, como demanda coletiva", afirmou. A comunidade possui cerca de 400 residências e uma população de mais de 1.500 pessoas.

Haverá orientação jurídica relacionada a todas as áreas de atuação da Defensoria Pública do Estado de São Paulo: cível, consumidor, família, de defesa da mulher, infância e juventude, combate à discriminação homofóbica e criminal.

Na mesma data, a partir das 19h, será entregue o prêmio “Justiça para Todos”, promovido pela Ouvidoria da instituição, pela Associação Paulista dos Defensores Públicos (Apadep) e pela Frente Parlamentar de apoio à Defensoria Pública da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). A solenidade de entrega do prêmio será na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Auditório Franco Montoro, situada na Avenida Pedro Álvares Cabral, nº 201, Ibirapuera, São Paulo. Com informações da Assessoria de Imprensa da Defensoria Pública de São Paulo.

Serviço:
O quê: Mutirão de Atendimento em comemoração ao Dia do Defensor Público
Onde: Comunidade do Espama, bairro Brasilândia, zona norte da capital. Rua Ibiraiaras, altura do nº 400, Brasilândia, São Paulo - SP (praça ao lado da Escola Municipal de Ensino Fundamental Prof. João Amos Comenius).
Data: 19 de maio de 2010
Horário: das 9h às 17h

Revista Consultor Jurídico, 19 de maio de 2010, 6h23

Comentários de leitores

3 comentários

tibério, se sua praia é outra o que está fazendo aqui ??

analucia (Bacharel - Família)

tibério, se sua praia é outra o que está fazendo aqui ?? Ou seja, o que está fazendo no site ou por qual motivo acessa as notícias da Defensoria, pois se sabe os comentários é porque acesso as notícias, afinal estas não vão para o seu email.
Vou exigir da OAB que coiba estas práticas da Defensoria ou também permita aos advogados privados.

analucia (Bacharel - Família)

Jorge Cesar (Advogado Autônomo - Internet e Tecnologia)

CARA,
EU NÃO TENHO NADA COM DEFENSORIA, E TÔ NEM AÍ, MINHA PRAIA É OUTRA.
MAS, OS SEUS COMENTÁRIOS SÓ CONTRA DEFENSOR PÚBLICO E SÓ CONTRA A DEFENSORIA PÚBLICA, NA VERDADE, SÓ PODE SER CIÚMES OU AMOR, OU OS DOIS.
DEIXA ESSES CARAS EM PAZ PÔ.
SE TRATA CARA, VALE A PENA, PODE APOSTAR.
EU ERA APAIXONADO NA MINHA VIZINHA E CUREI.

captação de clientela

analucia (Bacharel - Família)

captação de clientela.
Enquanto a OAB é rigorosa com os advogados privados, os defensores que são advogados públicos podem tudo, inclusive fazer publicidade e captação de clientela.

Comentários encerrados em 27/05/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.