Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Acusação de improbidade

MPF denuncia acusados de causar danos aos Correios

O Ministério Público Federal, em Bauru, interior de São Paulo, ajuizou ação de improbidade administrativa para pedir a condenação de nove pessoas por danos causados aos Correios. De acordo com a denúncia, a fraude foi descoberta durante a Operação Déjà Vu, da Polícia Federal. As informações são da Agência Brasil.

Oito dos nove acusados por improbidade já estão respondendo ação movida pelo Ministério Público de Sorocaba. Dos quatro funcionários dos Correios, três já estão afastados de suas funções. Um já foi demitido.

Segundo o MPF, a maior parte dos atos de improbidade ocorreram em Bauru, onde fica a Diretoria Regional dos Correios São Paulo-Interior, e onde eram lotados três dos quatro acusados. A operação também investiga a migração ilegal de postagens de agências maiores dos Correios para as Agências de Correio Franqueadas.

O MPF informou que o alvo da ação de improbidade é o esquema de compra de compra de ACFs. O dono de quatro agências franqueadas e outra pessoa são acusados de extorquir os donos das ACFs. Segundo o MPF, os acusados diziam a eles que sabia de procedimentos administrativos instaurados para apurar irregularidades nessas agências e que o pedido de descredenciamento da agência já estaria com o diretor da Empresa de Correios e Telégrafos, responsável por credenciar ou descredenciá-las.

Revista Consultor Jurídico, 25 de fevereiro de 2010, 19h53

Comentários de leitores

1 comentário

Uma praga que deve ser combatida...

Thiago Garcia Ivassaki (Estudante de Direito - Criminal)

A corrupção é uma praga que deve ser combatida de forma incessante, ela é a causa da maior parte das mazelas do nosso país.
O Estado, através das suas Instituições, tem o dever de dar eficácia às normas a fim de que a impunidade não prevaleça, tendo em vista que lei em vigor sem aplicabilidade/eficácia é sinônimo de lei inexistente.
Se a impunidade vencer, como acontece normalmente, infelizmente, conceder-se-á carta branca para a ocorrência de novos delitos/atos de improbidade administrativa.
Agentes públicos e particulares não podem fazer da máquina pública uma fonte de enriquecimento, diversão e impunidade.
O MPF está fazendo a sua parte, tomara que o Judiciário também cumpra o seu papel.
ITA SPERATUR JUSTITIA ! ! !

Comentários encerrados em 05/03/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.