Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Créditos de celular

TJ do Ceará alerta juízes sobre golpe telefônico

Os juízes de comarcas do interior do Ceará devem ficar atentos a um golpe telefônico que vem sendo aplicado no estado. A Corregedoria Geral da Justiça está alertando sobre a farsa em que um suposto juiz corregedor visitante de outro estado finge precisar de auxílio mecânico para veículo em pane para, em seguida, pedir a inserção de créditos para um determinado número de celular.

Apenas na semana passada, a Corregedoria recebeu cinco denúncias do golpe, além de pedidos de informações sobre o suposto juiz em trânsito pelo Ceará. De acordo com a Corregedoria, outros relatos parecidos já haviam sido recebidos.

Na prática, o golpe é sempre aplicado da mesma maneira. Ao ligar para o Fórum de uma respectiva cidade, uma pessoa se identifica como juiz de outro Estado em passagem pelo Ceará e pede para falar com o titular da comarca. No contato telefônico, o golpista pede socorro por ter o próprio veículo em pane mecânica em localidade próxima.

Depois que são convencidos da versão apresentada, os juízes pedem que algum policial ou funcionário do Fórum vá ao local descrito pelo suposto juiz para oferecer-lhe ajuda. Antes que o auxílio chegue, o golpista liga novamente para o juiz e pede o número do telefone da pessoa que está a caminho. Em seguida, o falso magistrado liga para o socorrista e pede que este insira créditos de telefone celular em um determinado número.

“Foi muita ousadia. Eles tentaram o golpe várias vezes, mas não obtiveram êxito”, garantiu o juiz corregedor José Tarcílio de Sousa da Silva. Além do pedido dos créditos, que fez funcionários e juízes abortarem o auxílio, policiais que foram aos locais indicados na ligação original não localizaram nenhum carro em pane.

O juízes que sofreram o golpe foram orientados pela Corregedoria a denunciarem os casos às respectivas delegacias de Polícia locais. O objetivo é que se possa investigar a participação de pessoas das próprias comarcas no caso. Segundo Tarcílio de Sousa da Silva, juízes descobriram que algumas ligações procediam de números do sudeste do país, entre eles o interior de São Paulo. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Ceará.

Revista Consultor Jurídico, 19 de fevereiro de 2010, 10h34

Comentários de leitores

1 comentário

Políticos de Sertãozinho também cairam nessa armadilha

André Geraldo (Jornalista)

Os funcionários do vereador Zezinho Atrapalhado (Presidente da Camara de Sertãozinho) foram alvos do golpe do celular. Uma pessoa ligou para assessoria e se passou por assessor de Deputado Federal Nelson Marquezelli. O golpista disse que estava com o carro quebrado na estrada perto de Sertãozinho e que era necessário que o vereador colocasse créditos no celular do golpista. Para que providenciasse a remoção do veículo. A história é a mesma e no final o golpe ficou em pouco mais de R$ 1 mil, mas não achei a matéria exata. Entretanto, o golpe é o mesmo.

Comentários encerrados em 27/02/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.