Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Edição comemorativa

Direito GV lança livro para celebrar seus 10 anos

Em comemoração aos seus 10 anos de atividade, a Direito GV lançou o livro Construção de Um Sonho – inovação, métodos, pesquisa e docência, que resgata o processo de criação da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Trata-se de uma edição comemorativa de 2 mil exemplares, com 430 páginas, que será distribuída em um mailing especial e não estará à venda ao público.

Escrita por Natasha S.Caccia Salinas e Diego Rafael Ambrosini e coordenada por Antônio Angarita, diretor da Direito GV, a obra também celebra a formatura da primeira turma da instituição. O livro procura responder quais os motivos que a instituição teve para criar mais uma escola de direito ao lado das mais de duzentas que existem no estado de São Paulo.

Dessa forma, a publicação aborda sua história por completo. Analisa os desafios que a GV enfrentou para criar o projeto, como o perfil de professores a serem contratados, assim como o regime integral de trabalho do corpo docente, até a construção de um programa inovador inserido em um ambiente globalizado.

O vestibular é tema de outro capítulo. O livro mostra que o método de seleção inovou ao buscar alunos mais ajustados às atuais necessidades do mercado e não apenas aqueles com conhecimento enciclopédico. Além disso, o exame oral na segunda fase é apontado como um fator tranquilizador no momento de cobrança por resultados dos alunos.

Em outro capítulo, o professor Ary Oswaldo Mattos Filho fala sobre o programa de educação continuada, o GVlaw. “Tem uma missão própria, distinta, em alguns aspectos, do projeto de graduação do mestrado, uma vez que tem como público-alvo pessoas que já estão no mercado de trabalho e que buscam conhecimento que possa melhorar suas habilidades profissionais”.

Fora isso, o Construção de Um Sonho também resgata a criação do mestrado focado em Direito e Desenvolvimento, desde a autorização do Ministério da Educação até sua formação e grade de programação.

Revista Consultor Jurídico, 19 de fevereiro de 2010, 12h19

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/02/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.