Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Noticiário Jurídico

A Justiça e o Direito nos jornais desta terça-feira

Os jornais de circulação nacional continuam repercutindo o escândalo envolvendo políticos do Distrito Federal. A Folha de S. Paulo, por exemplo, publica que o DF pagou ao menos R$ 10,4 milhões para empresas do governador interino, Paulo Octávio (DEM), veicularem publicidade oficial. O valor se refere aos últimos três anos, quando ele já era vice de José Roberto Arruda (sem partido), hoje afastado e preso. De acordo com o jornal, os valores se referem só aos contratos da administração direta - estão excluídas empresas públicas e fundações - e foram levantados no sistema de execução orçamentária do DF.


Encontro adiado
O DEM vai deixar para a semana que vem a reunião da Executiva Nacional que decidirá sobre a expulsão do governador interino do Distrito Federal, Paulo Octávio. Com isso, além do governador, o partido, indeciso, ganhará tempo para unificar sua posição. A Folha apurou que, entre os dirigentes do partido, a intervenção no diretório da sigla em Brasília é dada como certa, mas a expulsão do governador ainda é dúvida. Vai depender dos apoios que ele conseguir atrair -deverá se reunir com Lula- e do destino que a Câmara Legislativa dará aos pedidos de impeachment contra ele.


Arruda preocupado
A Folha ainda publica que após cinco dias preso na Superintendência da Polícia Federal, o governador afastado José Roberto Arruda (sem partido) começa a dar sinais de preocupação com as denúncias que surgiram nos últimos dias, segundo o advogado que o visita diariamente.


Banho de sol
O Estadão também informa que José Roberto Arruda, preso na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, passou a incluir um banho de sol, de 15 minutos, desde domingo. Um médico também o visita duas vezes ao dia, uma delas depois do banho de sol, por volta das 17h. Além da mulher, Flávia Arruda, que nesta segunda-feira levou seu almoço, ele recebeu ainda a visita do advogado Thiago Bouza.


Dias de espera
O Correio Braziliense destaca que o STF deve julgar os pedidos de Habeas Corpus em favor de Arruda e de intervenção federal no DF somente na próxima semana. Acrescenta que o tribunal ainda precisa receber pareceres do MP e explicações do governo local.


 

Revista Consultor Jurídico, 16 de fevereiro de 2010, 11h24

Comentários de leitores

2 comentários

ADVOGADO DE VERDADE, ATÉ QUE EM FIM !

Luiz Pereira Carlos (Técnico de Informática)

Guarda Municipal flagrado emitindo multa, proprietário advogado perguntou ao GM do que se tratava, respondeu de multa por parar em local proibido
*
Advogado indignado discou 190 chamou a PM levou caso a delegacia
*
Sob acusação de estelionato exercício ilegal de função o advogado lavrou BOLETIM DE OCORRENCIA contra GM não tem poder de policia pra multar
*
Lavrada ocorrência o GM responderá criminalmente, entre outros crimes do Código Penal
*
TEMOS ESSE DIREITO !!!

Ilegalidade

 (Advogado Autônomo - Civil)

Só mesmo no Brasil que o dinheiro público se presta a contratar empresas de quem está no regular exercício de cargo público. Ah, pobre povão!!! Bem dizia alguém que há um crime escondido por trás de todas, todas, as grandes riquezas.

Comentários encerrados em 24/02/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.