Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Controle de pessoal

TJ-MA adota sistema de gestão recomendado pelo CNJ

O Tribunal de Justiça do Maranhão está operando em fase experimental um novo sistema de controle de pessoal. Trata-se do MentoRH, uma plataforma gerencial que permite a integração de dados pessoais, cadastro, orçamento, folha de pagamento, agilizando as rotinas de gestão. A aquisição do programa segue recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e baseou-se na necessidade de superar a operação fracionada dos serviços de pessoal.

Atualmente, o TJ maranhense tem dois sistemas distintos: um de recursos humanos e outro de folha de pagamento, que são alimentados e operacionalizados individualmente, além de outros sistemas acessórios para funções específicas.

A Diretoria de RH iniciou neste mês a migração e conversão das informações dos sistemas atuais para o novo banco de dados unificado. A próxima etapa é a parametrização, adaptação à legislação aplicável aos servidores do Judiciário, no que diz respeito a direitos e remuneração. 15 servidores do RH, Fopag e CGJ já receberam um treinamento inicial, para conhecer os novos procedimentos.

Para o diretor de RH do Tribunal, Aurino da Rocha Luz, o sistema é um avanço do modelo tradicional de administração de pessoal para o modelo moderno de gestão estratégica. "É uma ferramenta complexa, um mundo ao nosso alcance, por meio do qual esperamos aproximar ainda mais o servidores da administração, agilizar e aumentar a confiabilidade no gerenciamento dos recursos humanos", complementa.

Considerado um dos mais completos sistemas do mercado de gerenciamento de pessoal, o programa já é adotado em mais de 80 órgãos públicos do país, como o Tribunal de Contas do Distrito Federal e os Tribunais de Justiça de Sergipe e do Pará.

Dividido em módulos, permite gerenciar todas as informações da área de pessoal, e seus desdobramentos para as demais áreas, gestores e servidores, desde a admissão até a aposentadoria ou exoneração. Os módulos agrupam funções como pagamento, previdência, férias e planejamento estratégico e são integrados, possibilitando o trânsito e verificação das informações pelo sistema.

A ferramenta também vai integrar e disponibilizar virtualmente outras funções atualmente realizadas por meio de sistemas individuais, como controle de ponto, requerimento administrativo, avaliação de desempenho, concursos públicos e Página do Servidor. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Revista Consultor Jurídico, 14 de fevereiro de 2010, 12h28

Comentários de leitores

1 comentário

gestão de RH no TJSP

observador_paulista (Outros)

Quando será que teremos transparência e justiça na gestão de RH do TJSP? Enquanto os servidores trabalham em suas férias, em razão da falta de funcionários e sem receber um tostão sequer por isso, pois a administração sempre alega falta de verbas, os magistrados já estão recebendo em dinheiro no mês seguintes essas mesmas férias, com base em emenda à Constituição Estadual de constitucionalidade duvidosa. Além disso, tivemos o reajuste automático dos subsídios dos juízes quando o tribunal não honrou nem mesmo a data-base dos servidores de 2009, já se aproximando o vencimento de mais uma em 2010. Será que o CNJ não vai tomar conhecimento disso?

Comentários encerrados em 22/02/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.