Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Lentidão no atendimento

Servidores do Judiciário de SP mantêm greve

Os servidores do Judiciário paulista rejeitaram a proposta de reajuste salarial de 4,17% apresentada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo depois assembleia nesta quarta-feira (28/4) e decidiram manter a paralização, como informa a Folha Online

No Fórum João Mendes, o principal de São Paulo, não houve interrupção dos serviços, mas o trabalho de algumas varas ficou mais lento por conta da adesão de funcionários à greve.

Por volta das 11h30, começou uma reunião entre os sindicalistas e representantes da direção do tribunal. Na reunião, os representantes do TJ prometeram levar para a Assembleia Legislativa a proposta de aumento de 4,17% e a reivindicação do plano de carreira.

O primeiro dia de greve apontou baixa adesão dos trabalhadores. Segundo o TJ, até o meio da tarde desta quarta não havia noticia de nenhum fórum totalmente paralisado.

Na assembleia, os dirigentes sindicais convocaram os servidores a formarem nesta quinta-feira (29/4) "corredores" na frente dos fóruns para tentar convencer os colegas a aderirem à paralisação.

O presidente da comissão salarial do TJ, desembargador Antonio Carlos Malheiros, e representantes de 16 sindicatos e associações de servidores promoveram um encontro na tarde desta terça para tentar evitar a paralisação. Porém, a reunião não durou nem 15 minutos.

Ante a reivindicação dos sindicatos de reajuste salarial de 20,16%, o representante do tribunal propôs que os servidores aguardassem até agosto para dar início a discussões sobre um eventual aumento.

Revista Consultor Jurídico, 28 de abril de 2010, 16h40

Comentários de leitores

7 comentários

E a pessão!!!

Piersrp (Serventuário)

Caros colegas, em São José do Rio Preto a mobilzação está crescendo a cada dia, o distribuidor já parou, o protocolo tbm e mtos cartórios estão aderindo. O Problema é a pressão de alguns Juízes que estão prometendo "retaliação". É claro que estão preocupados, quem vai despachar e sentenciar pra eles???? Eles não estão preocupados com os funcionários, só pensam no $$$$$!!!!

E a pessão!!!

Piersrp (Serventuário)

Caros colegas, em São José do Rio Preto a mobilzação está crescendo a cada dia, o distribuidor já parou, o protocolo tbm e mtos cartórios estão aderindo. O Problema é a pressão de alguns Juízes que estão prometendo "retaliação". É claro que estão preocupados, quem vai despachar e sentenciar pra eles???? Eles não estão preocupados com os funcionários, só pensam no $$$$$!!!!

E a pessão!!!

Piersrp (Serventuário)

Caros colegas, em São José do Rio Preto a mobilzação está crescendo a cada dia, o distribuidor já parou, o protocolo tbm e mtos cartórios estão aderindo. O Problema é a pressão de alguns Juízes que estão prometendo "retaliação". É claro que estão preocupados, quem vai despachar e sentenciar pra eles???? Eles não estão preocupados com os funcionários, só pensam no $$$$$!!!!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 06/05/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.