Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Proposta de mudança

Gabriel Wedy é o novo presidente da Ajufe

juiz federal Gabriel Wedy da 3ª Vara de Execuções Fiscais de Porto Alegre - RS - AJUFE

Com 52,38% dos votos, o juiz federal do Rio Grande do Sul, Gabriel Wedy, é o novo presidente eleito da Associação dos Juízes Federais do Brasil. A chapa Muda Ajufe, de oposição, recebeu 703 votos e venceu as eleições para a direção da entidade nesta terça-feira (27/4). A chapa situacionista, Ajufe Unida, teve 639 votos. Solange Salgado, candidata derrotada, já havia disputado o cargo com o juiz federal Walter Nunes, em 2006, quando também perdeu. O resultado oficial foi divulgado poucos minutos após o encerramento da votação, às 18h01.

Wedy é titular da 3ª Vara de Execuções Fiscais de Porto Alegre (RS) e presidente da Associação dos Juízes Federais do Rio Grande do Sul. Exerceu dois mandatos como delegado da Ajufe (2005-2008) e é membro da Comissão de Assuntos Legislativos da Ajufe desde 2005. Já Solange, candidata do atual presidente, Fernando Mattos, é juíza da 1ª Vara Federal de Brasília e ex-presidente da Associação dos Juízes Federais da 1ª Região.

A chapa vencedora terá como vices-presidentes Fernando da Costa Tourinho Neto, desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Fabrício Fernandes de Castro, juiz federal substituto no Rio de Janeiro, Ricardo de Castro Nascimento, juiz federal em São Paulo, Fernando Quadros da Silva, desembargador do TRF da 4ª Região, e Nagibe de Melo Jorge Neto, juiz federal em Pernambuco. O desembargador federal aposentado Vladimir Passos de Freitas, colunista da revista Consultor Jurídico, será o novo diretor de Relações Internacionais da entidade.

A posse do novo corpo diretivo da Ajufe e dos integrantes do Conselho Fiscal será realizada em Brasília, na primeira quinzena de junho, em dia e local que ainda serão definidos.

Voto à distância
De acordo com o Estatuto da Ajufe, estavam aptos a votar 1.593 associados, entre juízes federais titulares e substitutos, desembargadores federais e ministros de Tribunais Superiores. Mesmo com a possibilidade de voto eletrônico via internet, apenas 1.342 exerceram o direito. O sistema foi disponibilizado gratuitamente pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal. Todos os juízes que estiverem seu cadastro atualizado e contribuição em dia puderam participar da escolha.

O trabalho da Comissão Eleitoral pôde ser acompanhado pelos representantes das duas chapas que concorreram ao pleito. Na avaliação do coordenador da Comissão Eleitoral, juiz Alexandre Vidigal, a eleição correu dentro da normalidade. “O resultado da eleição de hoje foi absolutamente positivo. A Comissão Eleitoral esteve disponível para resolver qualquer pendência quanto à possibilidade de os associados eleitores votarem. De fato houve algumas solicitações que conseguimos, em sua grande parte, dar solução aos eventuais problemas que dificultavam a votação do eleitor”, avaliou Vidigal.

Após a divulgação do resultado, ele elogiou a isenção do atual presidente da Ajufe, Fernando Mattos, durante todo o período eleitoral. "Quero parabenizar o presidente da Ajufe pela total isenção e pelo total apoio que deu à Comissão durante todo o período eleitoral". Com informações da Assessoria de Imprensa da Ajufe e Ajufesp.

Clique aqui para ver a chapa Muda Ajufe.

Revista Consultor Jurídico, 27 de abril de 2010, 19h29

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/05/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.