Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Taxas judiciárias

Acordo entre OAB-SP e BB quer diminuir transtornos

A Ordem dos Advogado do Brasil de São Paulo e o Banco do Brasil criaram um Grupo de Trabalho para colher sugestões e críticas durante a transferência das operações da Nossa Caixa para o BB. A entidade recebeu um grande número de reclamações de advogados e jurisdicionados que precisaram usar o sistema. O Banco do Brasil justificou os transtornos dessa fase de incorporação da Nossa Caixa lembrando que é um momento de transição não só de marca, mas de mudança de cultura, de sistema, de processo e segurança.

“Dessa forma, acredito que a mudança possa ocorrer de maneira mais tranquila, aparando-se as arestas à medida que surgirem. O BB conhece o Judiciário, uma vez que já atua na Justiça Federal e Trabalhista”, afirmou Marcos da Costa, presidente em exercício da OAB-SP.

Os advogados já solicitaram ao banco um estudo para a modernização dos instrumentos de pagamento, como recolhimento com código de barra de taxas e de diligências de oficiais de justiça, até para pagamento online. E também a possibilidade de instalação de postos bancários nos fóruns das cidades de Aguaí, Guaíra, Monte Azul Paulista, Pitangueiras e Pindamonhangaba. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-SP.

Revista Consultor Jurídico, 20 de abril de 2010, 4h17

Comentários de leitores

2 comentários

Industria do contencioso

Gilberto Serodio Silva (Bacharel - Civil)

É preciso coibir a industria do contencioso que incidente de coletivização em novo CPC em gestação não vai resolver. Essa industria composta por Bancos, Operadoras de celular, planos de saúde, cartões de crédito, Seguradoras, prestadores de serviços públicos, e outros fornecedores e prestadores de serviços de consumo de massa, são os maiores responsáveis pelo gongestão e virtual paralisação do judiciário cível Brasileiro inviabilizando o instituto do juizados especiais cíveis.
Esse contratos quase todos sob a égide do CDC são feitos e processados em doucmentos eletrônicos. Cheques ainda remanescente são processados automatoca e eltrônicamente, transações de cartões de crédito e débito são processados online real time, cartões de crédito são enviados automaticamente por sistemas informatizados. Ora, computadores e programas não comentem erros materiais e muito menos cullposos ou danosos, são agente inanimados, sem quid psique, Quem pode cometer erros é o programador ou então operador de sistemas, fator humano. Por isso esse gigantesco volume de demanda de consumidores que recebem em suas faturas de celular, por exemplo, ligações que não fez, são prova de má fé. O contenciso infla a rúbrica de devedores duvidosos, reduz o lucro contábil e os impostos a pagar no curto prazo, sendo ainda mais em conta sustentar exércitos de advogados terceirizados qque muitas vezes se unem a parte adversa para lesar a parte ré rica e poderoas. É o que mostram as estatísticas do CNJ dos mais acionados na injustiça a Brasileira.

Pra não passar batido

Drummond Ataide Moraes (Bancário)

Processos contra o BB é de competência da Justiça Estadual, e não da Justiça Federal.

Comentários encerrados em 28/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.