Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Em São Paulo

Polícia Científica recebe 150 novas viaturas

A Polícia Técnico-Científica de São Paulo conta com uma nova frota de viaturas. Na segunda-feira (5/4), o governador do estado, Alberto Goldman (PSDB), entregou 150 veículos e inaugurou um moderno sistema de controle de provas periciais por radiofrequência. Com a saída de José Serra (PSDB) para candidatura à presidência da República, Goldman assumiu o governo do estado nesta terça (6/4), em cerimônia na Assembleia Legislativa.

Dos carros recém chegados, 42 irão para a capital, 13 para a grande São Paulo e 125 para o litoral e o interior. Estão previstas a entrega de mais 30 viaturas. Já o sistema de controle de provas periciais por radiofrequência faz com que todas as provas periciais utilizadas pela polícia paulista sejam rastreadas por meio de etiquetas com chip detectável, por portais instalados no local e por coletores móveis. A qualquer momento, será possível saber em que local está, por onde passou e qual o responsável por qualquer prova através da tecnologia de identificação por radiofrequência.

O sistema foi desenvolvido em parceria pela Polícia Técnico-Científica, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) e a Motorola Brasil.O objetivo é dar mais agilidade ao trabalho pericial na emissão de laudos e mais segurança e controle na guarda das provas.

O procedimento de rastreamento pode ser feito na velocidade de 1000 leituras por segundo, permitindo trabalhar com um grande volume de provas simultaneamente. Na prática, assim que forem coletadas, as provas vão receber as tags eletrônicas. O policial poderá também registrar a prova no próprio local do crime. Poderá ser pesquisado também o histórico de cada prova. Com informações da assessoria de imprensa do governo de São Paulo.

Revista Consultor Jurídico, 6 de abril de 2010, 19h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.