Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Espionagem e propina

Fujimori é condenado a seis anos de prisão

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori (1990-2000) foi condenado nesta quarta-feira (30/9) a seis anos de prisão por três casos de corrupção. O tribunal também ordenou que o ex-presidente pague uma indenização equivalente a US$ 8 milhões em favor do Estado e US$ 1 milhão em favor dos dirigentes políticos e jornalistas que foram espionados por seu regime, segundo noticiou a Folha Online.

Fujimori foi condenado por espionagem telefônica, pagamento de propina a congressistas e compra ilegal de um jornal e uma rede de TV. Ele assumiu os crimes, mas anunciou que vai apelar da sentença. Uma das vítimas de espionagem telefônica de Fujimori foi o premiado escritor Mario Vargas Llosa, em 1990, quando era candidato presidencial. 

Fujimori, que tem 71 anos, já havia sido condenado a 25 anos de prisão por violação dos direitos humanos e tem outras duas sentenças por corrupção, com condenações de sete anos e meio e seis anos. No Peru, as penas não são cumulativas e prevalece a maior. Ele chegou ao poder em 1990, quando derrotou em eleições democráticas Vargas Llosa. Dez anos depois, deixou a Presidência abruptamente em meio a escândalos de corrupção e se refugiu no Japão. Em setembro de 2007, foi extraditado do Chile de volta para seu país.

Revista Consultor Jurídico, 30 de setembro de 2009, 19h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/10/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.