Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ameaça de morte

Quadros vendidos a nazistas devem ser devolvidos

A 9ª Corte de Apelações dos Estados Unidos decidiu que obras de arte vendidas, diante de ameaça de morte, a comandantes nazistas devem ser devolvidas pelo museu que as expõem aos herdeiros do autor do quadro. A informação é do site Litigation Daily. A decisão cria precedente a favor de pessoas cujas obras de arte foram arrematadas a preços irrisórios e sob ameaça de morte durante o nazismo.

Os três juízes da Corte de Apelações decidiram em Pasadena, na Califórnia, que o museu Thyssen-Bornemisza, em Madri, deve devolver a obra à família do pintor impressionista francês Camille Pissarro. Jacob Camille Pissarro nasceu  nas Índias Ocidentais Dinamarquesas, hoje Ilhas Virgens Americanas, em 10 de julho de 1830. Morreu, em Paris, em 13 de novembro de 1903. Foi co-fundador do impressionismo e o único pintor que participou das oito exposições púbicas feitas por esse movimento entre 1874 e1886.

Uma avó francesa e judia do pintor foi ameaçada de morte pelos nazistas e obrigada a vender a eles, em 1939, por US$ 360,00, as obras Rue Saint Honoré, Après-midi e Effet de Pluie. Depois, descobriu-se que as obras valiam US$ 20 milhões cada.

Revista Consultor Jurídico, 11 de setembro de 2009, 17h26

Comentários de leitores

1 comentário

retificação

Cláudio João (Outros - Empresarial)

Amigos: não seria a neta dele que vendeu? ABraços.

Comentários encerrados em 19/09/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.