Consultor Jurídico

Colunas

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

MERCADO JURÍDICO

Mercado maior e mudança do perfil criam escritórios

Por 

Coluna Lilian virada - Spacca

Dois novos escritórios surgiram em São Paulo, a partir do Albino Advogados Associados e do Guimarães Bastos Chieco Advogados. Em julho, diante da percepção de crescimento do mercado, quatro advogados do Albino decidiram deixar a banca para criar o Zeigler e Mendonça de Barros Sociedade de Advogados, especializado no atendimento da indústria de alimentos e farmacêutica. São sócios do novo escritório: Gerardo Figueiredo Junior, Silvia Zeigler, André Pimentel e Maria Carolina Mendonça de Barros.


Atendimento humanizado
Já o Vaiano Ferrara Advogados, especializado em família e sucessões, nasceu em agosto com o objetivo de humanizar a advocacia. A advogada Maria Fernanda Vaiano, ex-sócia do Guimarães Bastos Chieco Advogados, junto com suas assistentes abriu o seu próprio escritório. Ela conta que sentiu a necessidade de tornar o ambiente de trabalho menos árido que nos escritórios tradicionais, e mais feminino. A sala de reuniões, além da mesa tradicional tem um sofá para que os clientes se sintam mais à vontade na hora de contar os seus problemas. “Parte do nosso trabalho é ouvir”, explica a advogada.

Maria Fernanda conta que também decidiu abrir um novo escritório porque se tornou mãe. Escolheu o mesmo bairro em que mora para estruturar a banca. “Uma boa advogada de família precisa se dedicar aos filhos. Por mais que goste da profissão, a família é fundamental”, diz. O Guimarães Bastos Chieco Advogados foi criado a partir da extinção da área de família do Machado Meyer, em 2006. São sócias de Fernanda na nova sociedade Renata Silva Ferrara e Juliana Ribeiro Ugolini.


Procura-se advogado
Por falar em novas oportunidades, o Roberto Pagliuso Advogados tem vaga para advogados da área criminal. Os interessados podem enviar currículo para o e-mail  fabianaviana@pagliuso.com.br.


Rede de negócios
Em cinco anos, o faturamento da Rede Lexnet, formada por 25 escritórios médios que atuam no Direito Empresarial, cresceu oito vezes e o volume de serviços, três. De acordo com a diretoria da rede, o crescimento se deve às parcerias feitas em matérias cada vez mais complexas e sofisticadas. Isto é, à especialização maior. A expansão da atuação geográfica dos clientes também foi um dos fatores que fortaleceu a atuação da rede, criada em 2004.


Agências reguladoras
A OAB-SP criou a Comissão de Estudos de Setores Regulados, com o objetivo de propor formas de aperfeiçoar a atuação das agências reguladoras e melhorar a relação entre agentes regulados e autoridades. Trinta membros foram nomeados para contribuir com as discussões. Os advogados constituíram três equipes, cada uma para analisar um tema: competência da Anvisa sobre publicidade de alimentos e medicamentos; autonomia das agências reguladoras face à representatividade da AGU; e o projeto de lei geral das agências, que está no Congresso.

Os advogados inscritos na OAB-SP interessados em participar podem enviar e-mail para setores.regulados@oabsp.org.br. A primeira reunião do grupo, presidido pelo advogado Gerardo Figueiredo Junior, do escritório Zeigler e Mendonça de Barros Sociedade de Advogados, aconteceu na semana passada. Os encontros são mensais.


Questões aduaneiras
Para atender matérias que envolvem comércio internacional de mercadorias, atividades de suporte legal junto às agências regulatórias, Secretaria da Receita Federal do Brasil e tribunais administrativos, o Emerenciano, Baggio e Associados – Advogados decidiu criar uma estrutura exclusiva de Direito Aduaneiro. O atendimento foi pensado pelos especialistas na área Rogério Zarattini Chebabi e Felippe Alexandre Ramos Breda.


10 anos no Maranhão
O escritório Silveira, Athias, Soriano de Mello, Guimarães, Pinheiro & Scaff Advogados, com sede em Belém, comemorou os dez anos de abertura da sucursal em São Luís. O sócio da sucursal, Marco Lara, conta que no início o escritório atendia clientes nacionais com interesses na região. Com o passar do tempo, clientes locais passaram a fazer parte da carteira da banca no Maranhão.

Hoje, a expectativa de crescimento do escritório é com relação à sucursal de Manaus, diante dos investimentos para a preparação da cidade para a Copa de 2014. O sistema viário da cidade terá de ser reformado, um novo estádio terá de ser construído e o aeroporto terá de ser refeito por completo, contabiliza o sócio Juarez Soriano de Mello.


Filial no Norte
O escritório Fragata e Antunes Advogados especializado em Direito do Consumidor também pretende aproveitar a expansão dos negócios em Manaus. Em agosto, a banca inaugurou a sua primeira filial na região Norte. A advogada Regina Célia do Nascimento Neves comandará a filial. O escritório tem sede em São Paulo, conta com 180 advogados em todo o país e uma rede de 800 correspondentes.


Medalha do Pacificador
A advogada Patricia Peck Pinheiro recebeu do Exército Brasileiro a Medalha do Pacificador, homenagem máxima a militares e civis, brasileiros ou estrangeiros, que prestaram serviços de destaque ao Exército. A advogava capacitou integrantes das Forças Armadas em temas como Direito Digital, Segurança da Informação e Educação sobre Cidadania e Ética. Somente em 2006, a Medalha do Pacificador passou a ser concedida às mulheres.


PELAS SOCIEDADES

► A Diretoria Jurídica do Banco do Brasil inaugurou sua biblioteca, nesta terça-feira (1º/9). Fica no 22º andar do Edifício do Sede III, ala oeste, em Brasília.

► O advogado, juiz e professor Antonio Marson, especialista em Direito Cível e Processual Cível, é a mais recente contratação do Opice Blum Advogados, escritório que atua na área de Direito Eletrônico e Internet. Marson deve atuar como consultor geral da banca. Ele já passou pelo Banco Central, pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo e também pelo Tribunal de Justiça do estado.

► Sócio da Azevedo Sette Advogados, Frederico Bopp Dieterich é o autor do capítulo inicial do livro Inside the Minds – Banking and Finance Client Strategies in Central and South América, publicado pela editora Aspatore. O capítulo escrito pelo advogado trata da crise financeira mundial, de contratos financeiros, alocação de riscos e relação com clientes e suas expectativas. A Aspatore Books, empresa do grupo Thomson Reuters, é especializada em publicações estratégicas, voltadas para o mundo empresarial-corporativo.

Ana Luiza Nevares, sócia do escritório Bastos-Tigre, Coelho da Rocha e Lopes Advogados, lança o livro A Função Promocional do Testamento: tendências do Direito Sucessório, na próxima quinta-feira (3/9), na biblioteca do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

 

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 2 de setembro de 2009, 8h50

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/09/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.