Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cinto apertado

Acordos permitem à Vale pagar metade dos salários

Mais um sindicato aceitou, nesta quarta-feira (28/1), proposta da Vale de manter empregados em licença remunerada pela metade do salário. Agora foi a vez do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Extrativas do Pará (Stieapa), que representa mil funcionários, segundo informações da Agência Brasil.

Com a entidade, já são sete sindicatos que concordaram com a proposta, com uma diferença: o temor de novas demissões fez o próprio Stieapa procurar a empresa para formalizar o acordo. As entidades representam 17 mil trabalhadores ao todo.

A proposta feita pela empresa aos empregados do setor de minério de ferro inclui, além do pagamento de metade da remuneração, todos os benefícios já concedidos, até o dia 31 de maio. A saída temporária dará tempo para que Vale avalie os efeitos da crise financeira mundial e evite mais demissões, que já somam 1,3 mil.

Dentre os sete sindicatos que aderiram, quatro são de Minas Gerais, dois do Pará e um de Mato Grosso do Sul. Duas entidades mineiras, no entanto, rejeitaram a proposta da empresa. Além das demissões, a Vale deu férias coletivas de um mês para 5,5 mil empregados e treina outros 220 para desempenharem outras funções na empresa.

Revista Consultor Jurídico, 28 de janeiro de 2009, 20h34

Comentários de leitores

1 comentário

CAPITALISMO PODRE E DOMINANTE...

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

Previ e OAS compram participação no Metrô do Rio por R$ 1 bilhão
Gazeta Mercantil - 1 jan. 2009
"Caso o Opportunity exerça seu direito de venda conjunta, a Invepar passará a deter 100% do controle acionário do Metrô Rio". O banco de Daniel Dantas fazia ...

Comentários encerrados em 05/02/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.