Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Aniversário no Judiciário

TJ-RO completa 27 anos nesta segunda-feira (26/1)

Tribunal de Justiça de Rondônia - por Luiz Paulo - CCOM / TJRO

 O Tribunal de Justiça de Rondônia completou 27 anos nesta segunda-feira (26/1). Em sessão do pleno administrativo, a presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, Zelite Andrade Carneiro defendeu o tribunal como moderno e célere.

“É um orgulho ver a Justiça do estado como a mais ágil do país, sempre valorizando cada tostão que sai do bolso dos nossos cidadãos.”, disse a presidente do TJ-RO.

Ela defende que este seja o Tribunal de Justiça mais dinâmico do país. “A participação de todos servidores e magistrados, foi necessária para a vitória. Contamos com cada servidor, independentemente de função, pois somente com nossa união, alcançamos bons resultados”.

Segundo dados do Centro de Documentação História do TJ-RO, ele foi criado de acordo com a Lei 41, de 22 de dezembro de 1981, quando houve a transformação do Território Federal de Rondônia em Estado de Rondônia. Mas a criação se deu em 26 de dezembro de 1982.

A primeira corte era composta pelos desembargadores Dimas Ribeiro da Fonseca, Darci Ferreira, Hélio Fonseca, José Clemenceau Pedrosa Maia e Montenegro, Aldo Alberto Castanheira e Silva e pelo primeiro Fouad Darwich Zacarias. Após 27 anos, o Tribunal é formado por 17 desembargadores.

Índice de aproveitamento

Os desembargadores que compõem a 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Rondônia julgaram mais processos do que receberam em 2008: foram distribuídos 2.426 processos aos desembargadores e julgados 2.478.

O número de julgados corresponde a 102% do total de novos processos. Foram julgados 52 processos a mais do que os que deram entrada em 2008. Em relação à carga total de processos para julgamento, 2.971, o percentual de julgamento da Câmara foi de 83%.

De acordo com o presidente da 2ª Câmara Cível, desembargador Roosevelt Queiroz Costa, o desempenho beneficiou as partes e permitiu expectativas maiores para 2009. "Posso assinalar que o resultado dos trabalhos realmente foi proveitoso. A preocupação maior não só desta Câmara como das demais, é realmente com o zelo, o de fazer a melhor justiça possível. Pra ser redundante, 'justiça justa', tendo nós a inquietação de bem administrar a justiça, procurando dar a cada um o que é seu".

Revista Consultor Jurídico, 26 de janeiro de 2009, 17h59

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/02/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.