Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Suspeita de vingança

OAB pede agilidade na apuração de morte advogado

A seccional paulista da OAB e a subsecção de Guaratinguetá da Ordem divulgaram, nesta quinta-feira (15/1), uma nota pública repudiando o assassinato do advogado criminalista Marcelo Patrício Silva Moreira, ocorrido em 3 de janeiro em Guaratinguetá, interior de São Paulo. As organizações pedem agilidade das autoridades na investigação.

O advogado, que tinha 38 anos, estava dirigindo uma moto perto de sua casa quando foi baleado por dois supostos executores. Moreira era membro da Comissão Municipal da Criança e do Adolescente e atuou, durante quatro anos, na Coordenadoria de Assistência Judiciária da Subsecção de Guaratinguetá.

A Polícia ainda investiga os motivos e os autores do crime. A Ordem acredita que o crime tenha sido motivado por vingança relativa à profissão. Para acompanhar as investigações, a seccional de São Paulo vai atuar na Comissão Especial de Acompanhamento de Inquéritos dos Advogados Vítimas de Homicídio e a subsecção criou uma Comissão de Sindicância, integrada por José Helio Marins Galvão Nunes, Wilson Leandro Silva Júnior e José Sávio do Amaral Jardim Monteiro.

Revista Consultor Jurídico, 15 de janeiro de 2009, 19h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/01/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.