Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Extensão de benefício

Marcos Valério e Tolentino pedem liberdade ao STF

O empresário Marcos Valério e o advogado Rogério Lanza Tolentino pediram extensão da decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, em relação ao Habeas Corpus que concedeu liberdade a Ildeu da Cunha Pereira Sobrinho.

Valério e Tolentino são acusados de participar de grupo formado por empresários e servidores públicos que praticava extorsão, fraudes fiscais e corrupção. Eles foram presos preventivamente após operação da Polícia Federal deflagrada em outubro do ano passado em São Paulo e em Minas Gerais.

Marcos Valério de Souza é dono de duas agências de comunicação, a DNA e a SMP&B. Ele ficou conhecido na crise política no início de 2005, quando o então deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) fez declarações sobre o esquema do mensalão.

Na ocasião, Roberto Jefferson afirmou que Valério ajudava o então tesoureiro do PT, Delúbio Soares, na distribuição das mesadas de R$ 30 mil a deputados de outros partidos da base aliada. Esse dinheiro — de estatais e empresas privadas — chegava em malas à Brasília e era então distribuído. Na época, o publicitário negou as acusações.

HC 97.416

Revista Consultor Jurídico, 13 de janeiro de 2009, 19h39

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/01/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.